Seleção Brasileira fará cinco treinos no campo em Miami

Seleção Brasileira fará cinco treinos no campo em Miami

A delegação da Seleção Brasileira viajará no domingo, dia 10 de novembro, saindo às 22 horas do Rio de Janeiro (voo AA904) e segunda-feira, dia 11 de novembro,  às 1h25 de São Paulo (voo AA 998). As chegadas em Miami estão previstas para 4h05 (7h05 de Brasília) e 7 horas (10 horas de Brasília), respectivamente.

O primeiro amistoso será contra Honduras no dia 16 de novembro, no Estádio Sun Life, às 19h30 (22h30 de Brasília).

Nos dias 12, 13, 14 de novembro, os treinos serão realizados no campo Alfonso, no Estádio FIU, às 16 horas (19 horas de Brasília). O treino do dia 15 será no local do amistoso, às 16 horas (19 horas de Brasília). Haverá atendimento à imprensa todos os dias antes dos treinamentos no próprio local.

No dia seguinte da partida, o trabalho será às 16 horas (19 horas de Brasília) no JW Marriott Marquis Miami, onde a delegação ficará concentrada em Miami. Na manhã do dia 18, às 10 horas (13 horas de Brasília), a Seleção fará mais um treino no campo Alfonso, no Estádio FIU.

A viagem para Toronto, local do segundo amistoso de novembro, contra o Chile, será em voo fretado às 15 horas (18 horas de Brasília). A chegada está prevista para as 18 horas (21 horas de Brasília).

Em Toronto, a delegação ficará concentrada no Hotel Intercontinental Toronto Centre.

A partida contra o Chile será no Rodgers Centre Toronto às 20 horas (23 horas de Brasília).

O lateral-esquerdo Marcelo está desconvocado para os amistosos contra Honduras (dia 16 de novembro, em Miami) e Chile (dia 19 de novembro, em Toronto).

O médico da Seleção Brasileira, José Luís Runco, depois de manter contatos com o departamento médico do Real Madrid, recebeu um laudo do clube que constata uma lesão no joelho esquerdo de Marcelo.

Não será convocado substituto para o lateral-esquerdo da Seleção Brasileira.

O trabalho desenvolvido pela CBF na preparação e montagem das seleções de base obedece a um planejamento que as deixa com a mesma estrutura de comissão técnica da Seleção Principal.

Pela antiga concentração da Granja Comary, em Teresópolis, passaram jovens que se tornaram pentacampeões do mundo como Dida, Lúcio, Roberto Carlos, Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e tetracampeões como Taffarel, Jorginho, Branco, Leonardo, Dunga, Bebeto e Romário.

Através dos anos, são várias as gerações de jovens que vivenciaram na base o ambiente da Seleção Brasileira, já se adaptando no convívio positivo que se faz necessário para vencer com a camisa amarela principal.

O aproveitamento de jovens que estiveram na base continua em bom nível de intensidade. Do grupo de 22 jogadores relacionados por Felipão para os amistosos contra Honduras e Chile, 12 passaram pelas categorias de base: Daniel Alves, Jô, Julio Cesar, Lucas Leiva, Maicon, Marcelo, Marquinhos, Maxwell, Neymar, Oscar, Robinho, Willian e Thiago Silva.

Destes, Oscar foi campeão sul-americano e mundial Sub-20; Daniel Alves foi campeão mundial Sub-20; Julio Cesar e Marquinhos foram campeões mundiais Sub-17; Lucas Leiva foi campeão sul-americano Sub-17; e Neymar, campeão sul-americano Sub-20,

O trabalho de preparação na base para aproveitamento na Seleção Principal prossegue agora sob o comando de Alexandre Gallo, que está treinando a Sub-17 no Mundial dos Emirados Árabes e é coordenador das seleções de base da CBF.

– Essa convocação mostra a importância do desenvolvimento do jogador ainda nas categorias de base. Tanto o Felipão quanto o Parreira, assim como eu, entendem que a Sub-15 deve preparar para o Sub-17, que prepara para o Sub-20 e daí para o profissional. Por isso conversamos sempre sobre o trabalho que está se desenvolvido e eu me sinto muito honrado em fazer parte deste processo.