Russos “vencem” Olimpíada; EUA derrapam no hóquei e no snow

Russos “vencem” Olimpíada; EUA derrapam no hóquei e no snow

Em Sochi, a delegação russa leva 13 medalhas de ouro e fica em primeiro no quadro, sendo um dos destaques a conquista de Adelina Sotnikova na patinação. Por sua vez, os americanos decepcionaram em alguns esportes como no hóquei e no snowboard, com a lenda Shaun White

A Olimpíada de Inverno de Sochi se despediu neste domingo, dia 23. A competição foi pela primeira vez realizada na Rússia e reuniu alguns dos melhores atletas de esportes de gelo e neve no planeta. Novos heróis e vilões entraram na galeria da história do esporte olímpico.

Luzes da russa iluminam estádio na chegada da bandeira nacional ao estádio Foto: Getty Images
Luzes da russa iluminam estádio na chegada da bandeira nacional ao estádio
Foto: Getty Images

O destaque ficou por conta da delegação russa que conquistou 13 medalhas de ouro e ajudou o país a sercampeã dentro de casa. Novos nomes já brilharam e podem repetir a dose em PyeongChang 2018, como a esquiadora americana Mikaela Shiffrin, de apenas 18 anos, e outros deram adeus, como a sul-coreana Yuna Kim, prata na patinação artística.

Veja os destaques positivos e alguns negativos de Sochi 2014:

Esqui alpino
A Áustria foi a grande vencedora da modalidade ao somar três medalhas de ouro. Matthias Mayer venceu o downhill, prova de mais gamour, e Anna Fenninger e Mario Matt, no super-G e no slalom, respectivamente.

Maior estrela entre as mulheres após a ausência da americana Lindsey Vonn, a eslovena Tina Maze brilhou com ouro no downhill (dividido com a suíça Dominique Gisin) e no slalom gigante, mas deixou Sochi 2014 com a sensação de que poderia ter brilhado mais.
Uma das surpresas foi o ouro da americana Mikaela Shifrrin no slalom. A atleta, 18 anos, já faz planos ousados para PyeongChang 2018 ao prometer cinco medalhas douradas.

Os Estados Unidos também tiveram algumas das maiores decepções. Favorito no downhill, o veterano Bode miller saiu apenas com um bronze no super-G, mesma medalha da musa Julia Mancuso no supercombinado.

Pódio da prova de 15 km de biatlo teve Dara Domracheva no lugar mais alto Foto: AP
Pódio da prova de 15 km de biatlo teve Dara Domracheva no lugar mais alto
Foto: AP

Biatlo
A bielorrussa Darya Domracheva foi o destaque ao levar três ouros no 10 km perseguição, 12 km Mass Start e 15 km individual. No entanto, o momento mais emocionante foi a conquista da Ucrânia no revezamento 4×6 km, quando o país ainda chorava as mortes durante os protestos em Kiev contra o presidente Viktor Yanukovych.

Bobsled
A Rússia foi dominante no bobsled em Sochi. Levou duas medalhas de ouro, mas a conquista na disputa do quarteto foi mais especial por ter sido a 13ª e última dourada da delegação nos Jogos Olímpicos. O grande nome da conquista foi Alexander Zubkov, ouro também nas duplas.

Cross-country
Na modalidade, nenhuma novidade. A Noruega levou cinco medalhas de ouro e passeou  em Rosa Khutor. Outro destaque foi um pódio completamente russo no 50 km mass start.

Curling
Depois de perder de forma dramática para a Suécia em Vancouver 2010, a seleção feminina do Canadá não vacilou desta vez e levou o ouro na decisão e com gosto de revanche por ser contra as escandinavas. No masculino, os canadenses repetiram a conquista de quatro anos atrás e levaram o tri de maneira consecutiva.

Jennifer Jones liderou o Canadá no curling Foto: Reuters
Jennifer Jones liderou o Canadá no curling
Foto: Reuters

Esqui estilo livre
Na modalidade que contou com a presença da brasileira Josi Santos, o domínio foi canadense e americano com quatro e três ouros, respectivamente. A principal imagem foi o da conquista das irmãs canadenses Justine e Chloe Dufour-Lapointe, ouro e prata, respectivamente.

Hóquei
O Canadá repetiu Vancouver 2010 e conquistou as medalhas de ouro tanto no masculino como no feminino, mas no último caso foi de maneira dramática.

Canadá levou medalha de ouro no hóquei sobre o gelo Foto: AFP
Canadá levou medalha de ouro no hóquei sobre o gelo
Foto: AFP

As meninas perdiam por 2 a 0 para as americanas até o fim do segundo período, mas marcou dois gols no fim, sendo um deles a 53s do fim anotado por Marie-Philip Poulin. A mesma atleta voltou a marcar na morte-súbita e deu o quarto ouro seguido às canadenses.
No masculino, os canadenses voltaram a ser pesadelo dos americanos ao vencerem por 1 a 0 na semifinal. Na decisão, não deram a menor chance aos suecos e venceram por 3 a 0.

A decepção foi o desempenho da seleção masculina da Rússia. Em casa, o time não suportou a pressão e caiu nas quartas de final diante da Finlândia, frustrando os fãs.

Luge
Sempre favorita, a Alemanha levou todos os quatro ouros. O destaque foi Felix Loch, ouro tanto no simples como no revezamento.

Combinado nórdico
Em um dos esportes mais exóticos e desconhecidos por parte do público brasileiro, foram mais dois ouros para a Noruega.

Patinação no gelo
Esporte mais glamouroso da Olimpíada de Inverno, a patinação foi um dos esportes que mais atraiu público no Iceberg Skating Palace. A Rússia fez bonito e conquistou três medalhas de ouro, mas a principal foi a mais polêmica em razão de Adelina Sotnikova  ter superado, de acordo com os juízes, a favorita Yuna Kim, da Coreia do Sul.

Adelina Sotnikova se emociona com medalha de ouro Foto: Getty Images
Adelina Sotnikova se emociona com medalha de ouro
Foto: Getty Images

Patinação de velocidade (pista curta)
Três ouros para os russos (destaque para o sul-coreano Victor An, que decidiu virar russo após não se classificar para Vancouver 2010).

Patinação de velocidade
O show foi holandês, mais uma vez, com oito medalhas de ouro.

Skeleton
O destaque ficou por conta da festa da torcida local pelo ouro do russo Alexander Tretiakov.

Salto de esqui
Alemanha e Polônia dominaram as provas com dois ouros cada.

Snowboard
EUA levaram três ouros, mas a decepção ficou por conta de Shaun White (apenas quarto colocado no halfipipe) e de uma nova derrapada da sempre favorita Lindsey Jacobellis, que ficou pela terceira vez seguida sem o ouro no boardercross.
As novidades foram o ouro da checa Eva Samkova ,no boardercross, e da festa russa pela conquista da medalha dourada do suíço Iouri Podladtchikov (nascido em Moscou), no halfipipe.

Eva Samkova brinca durante disputa do boardercross Foto: AFP
Eva Samkova brinca durante disputa do boardercross
Foto: AFP

Fonte: esportes.terra.com.br