Provérbios

voltar

AGO/12 – pág. 60

Hoje, os leitores terão a oportunidade de ler alguns provérbios selecionados por mim durante os últimos três anos. Eles são como os contos: fazem-nos pensar e, quem sabe, ajudam-nos a melhorar a nossa própria história de vida!

Vamos lá:

“É curioso que a vida, quanto mais vazia, mais pesa” (León Daudi).

 

“Há duas maneiras de viver a vida: uma como se nada fosse um milagre e outra como se tudo fosse um milagre” (Albert Einstein).

 

“Viver na Terra é caro, mas o preço inclui uma viagem grátis ao redor do sol cada ano” (Guy de Maupassant).

 

“A vida consiste não em ter boas cartas, mas em jogar bem com as que possui” (Josh Billings).

 

“Se quiseres que algo se faça, encarrega disso uma pessoa ocupada” (provérbio chinês).

 

“Todos os homens são feitos do mesmo barro, mas não do mesmo molde” (Rabindranath Tagore) – esse é um dos meus preferidos.

 

“As mentes grandes discutem ideias; as médias, coisas; e as pequenas, pessoas” (Kalil Gibran Kalil).

 

“O tempo que uma pessoa passa rindo é o tempo que ela passa com os deuses” (Homero).

 

“Uma vez terminado o jogo, o rei e o peão voltam para a mesma caixa” (Dante Alighieri) – outro dos meus preferidos.

 

“Recorda que no dia em que nasceste todos riam e só tu choravas. Vive de tal maneira que quando morreres, todos chorem e só tu sorrias” (provérbio persa).

 

“O melhor é sair da vida como de uma festa, nem sedento, nem bêbado” (Aristóteles).

 

Espero que tenham gostado. Aliás, espero que todos os aproveitem para suas vidas.

Abraços!

Madu Caetano