Prefeito de Miami vacinará apenas residentes. Lança política “Miami First”, evitando estrangeiros.

O prefeito de Miami, Francis Suarez, diz que vacina será destinada apenas para residentes

 

Francis Suarez, prefeito de Miami, quer reservar doses apenas para aqueles que vivem dentro dos limites da cidade sob uma política que ele denomina de “Miami First”. As doses da vacina chegam a Miami nesta quarta-feira, dia 20

 

Da Redação

Preocupado com a “invasão” de residentes de outras cidades da Flórida para tomar doses da vacina contra a Covid-19, destinadas a cidade de Miami, o prefeito, Francis Suarez, quer o controle dos cidadãos – exigindo comprovante de residência –, realizando campanha denominada  “Miami First”. As vacinas chegam a Miami nesta quarta-feira, dia 20, quando deverá iniciar o processo de vacinação.

Segundo Suarez, a iniciativa de controlar o processo de vacinação tem como meta barrar o “turismo da vacina” na cidade, pois “muitos estrangeiros têm vindo à Flórida somente para obter a imunização”, enfatiza.

Os comissários da Prefeitura de Miami, seguindo as instruções do prefeito, ordenaram  unanimemente o corpo de bombeiros a criar um novo plano para vacinar apenas os residentes da cidade – aqueles que vivem dentro dos limites da cidade. Uma iniciativa contrária aos regulamentos federais e as orientações dos gerentes de emergências de que não pode haver requisitos de residência para vacinas.

De acordo com um plano proposto pelo corpo de bombeiros de Miami, as autoridades dizem que podem vacinar até 2.240 pessoas por dia, mas a oferta não deve atender a demanda.

Sob as ordens do governador Ron DeSantis, a política da Flórida limita a vacinação para pessoas com 65 anos ou mais, trabalhadores de resgate e saúde, e pessoas que os hospitais determinam que têm condições severas o suficiente para receber vacinas antecipadas.

Funcionários do condado de Miami-Dade confirmaram na quinta-feira que Marlins Park está programado para receber até 7.000 doses na próxima semana, enquanto outros locais administrados pelo condado podem fechar devido a uma desaceleração nos embarques federais de vacinas.

 

Procura de latinos pela vacina

Miami tem proximidade com a América Latina, e isso a tornou atraente para estrangeiros com pouca confiança nos esforços de vacinação de seus países de origem, como argentinos e brasileiros. Miami é uma cidade internacional, mas o prefeito Suarez contesta: “Se é um programa da cidade de Miami, vamos torná-lo um programa da cidade de Miami para os residentes da cidade. Não para pessoas de outras partes do condado, não para pessoas de outras partes do mundo. Não somos o governo do mundo. Somos o governo da cidade de Miami. Deve ser para nossos residentes, dentro das diretrizes do governador de 65 anos ou mais”.