Por que está tão difícil comprar casas na Florida?

Muitos compradores na Flórida, e em todo os Estados Unidos, estão sentindo o impacto com o baixo inventário imobiliário, com a competição de investidores e o com o aumento de preços durante a busca de sua casa.                     

Você sabia que existem diversas coisas que você não pode fazer quando você está no processo de compra de sua nova casa? Cair nessas armadilhas pode atrasar o seu processo de compra.

Por exemplo, se você está dependendo do financiamento, é aconselhável que você não faça nenhuma compra grande, como a compra de um carro ou móveis durante este processo. Também não é aconselhável abrir uma nova linha de crédito pois poderá afetar a numeração do seu crédito.  

______continua após a publicidade_______

retaxes

Veja o caso da Abby Denmark, que passou por essa situação enquanto estava buscando por sua casa. Ela precisou adiar o planejamento de seu casamento com o seu parceiro de 4 anos, Ryan Norton, para focar toda a sua energia para conseguir assegurar financiamento para obter um lugar para morar. Erros de estratégias e morosidade na liberação do financiamento atrapalharam os seus planos. E isto foi há um ano atrás. antes desse boom atual. O exemplo de Abby Denmark é muito similar à de muitas pessoas no país, mas principalmente dos que querem comprar na Florida.

De acordo com o CEO Jamie Ross da Florida Housing Coalition, uma parte deste problema é claro: o baixo inventário de casas no mercado. Mas também entra nessa conta a enorme falta de mão de obra e falta de matéria prima. As casas não estão sendo construídas com a mesma rapidez de 2019 ou 2020.

Outro problema nesta equação são as compras dos investidores e companhias de investimento. No ano passado investidores compraram uma em cada sete casas vendidas nas áreas metropolitanas americanas; o número mais alto em duas décadas, de acordo com uma reportagem recente do Washington Post. Na área metropolitana de Jacksonville 22% das casas vendidas foram adquiridas por investidores. Este número é o dobro dos 11% adquiridos por investidores em 2015. Jacksonville ocupa a quarta posição onde investidores compraram a maior porcentagem de casas, seguidos por Atlanta e Chicago com 25% cada; e Miami com 24%.                                  

Para os investidores de Jacksonville, que fazem parte do Jacksonville Real Estate Investors Association (JaxREIA), é um bom tempo para flip (comprar e vender a casa com lucro), diz o presidente da JaxREIA, Mike Grandjean.         Agora é o tempo para o flip, e isto não é uma coisa ruim para os compradores de sua primeira casa. Grandjean descreve o investidor como uma pessoa que incrementa o inventário de casas no mercado, onde casas que não se qualificaram para um financiamento bancário, possam obter estas mínimas qualificações para um empréstimo. “Eles trazem um ar fresco para o mercado”, ele completa.                  

Outro motivo são as pessoas físicas comprando as propriedades para aluguel, o que não deixa de ser um ótimo investimento nos tempos atuais. Segunda dados da JaxREIA, os investidores estão vendendo e alugando na proporção de 50-50 por agora, ao contrário de um mercado estabilizado, onde este número tipicamente é de 70-30 ou 60-40 em favor dos investidores que compram para alugar.

Infelizmente para os compradores, essa escassez de ofertas no mercado imobiliário acarretou uma valorização de 20% ao ano. Ou seja, mais um fator importante que atrapalha novos compradores. Esse aumento nos preços fatalmente afeta o poder de compra de grande parte das pessoas que gostariam de adquirir uma casa.  

Portanto, é importante pesquisar bastante, estar bem assessorado por profissionais experientes e cuidar bem do seu score para alcanças bons financiamentos.            


                                   

Vera Mendonça
Fonte: Alexandra Mansfield, The Florida Times Union

____________________publicidade___________________

seguro

seguro

anuncie