Pfizer pede aprovação da 3ª dose; quer garantir imunidade contra variante

Aplicação da terceira doze da Pfizer garante proteção eficaz contra variante, diz infectologistas

 

Pfizer alerta sobre a propagação de variante do coronovírus nos EUA, e pede ao FDA autorização para aplicação da 3ª dose da vacina em agosto, garantindo proteção mais segura à população

 

Da Redação

A Pfizer encaminhou à “Food and Drug Administration (FDA)” dos EUA, pedido de autorização de emergência para aplicação de uma terceira dose do imunizante contra a Covid-19, em agosto. Segundo infectologistas, outra aplicação em 12 meses poderia aumentar consideravelmente a imunidade da população e fornecer proteção mais segura contra as variantes do coronavírus que são mais contagiosas.

Pesquisas em vários países mostram que a dose da Pfizer e de outras vacinas contra Covid-19 amplamente utilizadas, oferecem forte proteção contra a variante delta mais contagiosa, que está se espalhando rapidamente pelo mundo, e agora é responsável pela maioria das novas infecções nos EUA.

Duas doses de a maioria das vacinas são importantes para o desenvolvimento de altos níveis de anticorpos contra todas as versões do coronavírus, não apenas a variante delta. Mas, em grande parte do mundo, a população ainda precisa receber uma terceira dose da vacina, pois a pandemia continua.

Mas os anticorpos diminuem naturalmente com o tempo, então estudos também estão em andamento para determinar se e quando reforços podem ser necessários.

O Dr. Mikael Dolsten, da Pfizer, disse à “Associated Press”, na quinta-feira, que os primeiros dados do estudo de reforço da empresa indicam que os anticorpos de uma pessoa aumentam cinco a 10 vezes após uma terceira dose, em comparação com uma segunda injeção meses antes.

A Pfizer planeja solicitar uma autorização de emergência para uma terceira dose em agosto, alerta o médico.