Pequeno dicionário dos termos de moda mais usados

Pequeno dicionário dos termos de moda mais usados

voltar

FEV/14 – pág. 70

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Vocês se sentem perdidos quando lêem uma revista ou blog com os milhares de termos de moda? Mesmo gostando do assunto, é normal a gente não dominar tudo ao pé da letra. Por ser muito cíclica e efêmera, a moda precisa se renovar constantemente e até mudar os velhos termos de antigamente por outros “mais modernos” para ficar interessante. Uns termos são novinhos devido às tendências e atualidades (lembrando que a moda sempre acaba expressando um pouco dos acontecimentos do momento), outros são apenas um “revival”, ou seja, uma adaptação do mesmo termo só que com uma roupagem nova, entederam? E pensando nisso, resolvi fazer para vocês um pequeno dicionário dos termos de moda mais usados e comentados recentemente.
O nosso dicionário será dividido em 6 partes e é mostrado de forma bem simplificada:

1. CORES:

  • burgundy: a queridinha do momento, especialmente no inverno. É o nosso velho e bom vinho (mistura do marrom com vermelho). Se diz “burgundi”;
  • lavanda: lilás bem clarinho;
  • off-white: é um branco quase gelo. A gente diz que chega a ser um branco sujinho;
  • nude: é a cor de pele;
  • neon: cores flúorescentes e bem acesas;
  • asfalto: era para ser um cinza, certo? Mas, não passa de um azul petróleo;
  • cosmetic pink: é um rosa quase pêssego bem clarinho;
  • azul klein: lembram dele? É um azul cobalto ou cor de caneta Bic;
  • candy colors: cores pastéis;
  • matte: cor opaca;
  • navy: marinho;
  • polka dots: roupa de bolinhas;
  • p&b: preto e branco;
  • ton sur ton: tom sobre tom;
  • color blocking: famoso bloco de cores.

2. ROUPAS:

  • saia lápis: é a saia reta e bem justa no corpo até os joelhos;
  • saia mullet: saia curta na frente e comprida atrás;
  • saia midi: saia abaixo dos joelhos;
  • calça flare: é a boca de sino um pouco mais fechadinha embaixo;
  • calça/bermuda saruel: é aquela mais folgadinha com o fundo bem comprido;
  • calça capri: com o comprimento no meio da batata;
  • wrap dress: é o famoso vestido envelope;
  • blusa/saia/vestido peplum: é aquele com a cintura marcada e um babadinho ao redor dela;
  • vestido império: é aquele que solta logo abaixo dos seios;
  • trench coat: é um casaco de frio de mangas compridas, com botões e um faixa de amarrar. O mais clássico é o da Burberry;
  • top cropped: blusa que mostra a barriga;
  • casaquinho de tweed: é um casaquinho de corte mais quadradinho feito em um tecido chamado tweed. O mais clássico é o da Chanel;
  • jaqueta biker: é aquela de couro com zípper lateral;
  • LBD ou litle black dress: vestido tubinho preto.

3. SAPATOS:

  • clog: velho e bom tamanco;
  • ankle boot: botinha curtinha que pode ser toda fechadinha ou mostrando os dedinhos;
  • cape toe: são esses sapatinhos que se proliferaram a todo vapor que tem a pontinha coberta por outra cor ou material. O mais famoso é o modelinho da Chanel em preto e branco;
  • peep toe: sapatos que mostram os dedinhos;
  • espadrille: sandálias com solado de corda;
  • oxford: sapato fechadinho e com cadarço que imita os modelos masculinos;
  • ballet flat: sapatilhas com elástico atrás que lembram as das bailarinas;
  • slippers: super na moda, são os sapatinhos que lembram os pantufas de dormir;
  • creepers: sapatos com solados grossos e retos;
  • block heels: sapatos do tipo sapatilha mas com um solado quadradinho.

4. ACESSÓRIOS:

  • primer: mega recurso da maquiagem para ajudar a uniformizar a pele e segura a make por mais tempo;
  • bb cream/cc cream: nada mais é do que um produto que acumula várias funções em um só: creme para rosto + base + primer + filtro. É super prático. O cc cream é indicado para pessoas com peles que tem rosáceas;
  • chapéu fedora: chapéu masculino ou feminino feito de feltro ou palha. Seu modelo é inspirado nos gangsters;
  • ear cuff: nada mais é do que um grande piercing que cobre boa parte da olheira;
  • palm bracelet: acessório usado sobre a parte de cima da mão prendendo nos dedos;
  • bolsa birkin: modelo de bolsa da Hermès em homenagem à atriz e cantora Jane Birkin;
  • bolsa peekaboo: modelo de bolsa da Fendi que finge estar aberta. A expressão em inglês se refere às brincadeiras feitas com crianças de esconder e aparecer.

5. ESTILOS:

  • boudoir: estilo sensual que mostra um pouco de lingerie sem vulgaridade;
  • hi-lo: aquele que mistura algo caro com barato numa mesma roupa;
  • retrô: aquilo não é antigo, mas tem cara de antigo;
  • vintage: aquilo que é realmente antigo, mas quer ter cara de novo;
  • low-profile: estilo simple, desencanado;
  • minimalista: sem muitos detalhes, mistura de cores, estampas ou texturas. É composto por um visual mais sóbrio e limpo;
  • maximalista: o oposto do anterior. Bom exemplo dele é a tendência barroca;
  • boho chic: mistura um pouco de tudo, hippie, étnico, boêmio, punk e vintage;
  • bussiness wear: roupa de trabalho;
  • casual wear: roupa de lazer;
  • social wear: roupa de lazer mais arrumada;
  • fitness: roupa de malhar;
  • beach wear: moda praia;
  • outwear: roupa de inverno;
  • estilo navajo: conhecida como estampa Missoni. Na verdade, é uma estampa que se inspira nos índios norte-americanos.

6. EXPRESSÕES:

  • roupa de alfaiataria: tem um corte característico das roupas masculinas produzidas com cortes retos, precisos e tecidos clássicos;
  • haute couture: alta costura;
  • plus size: mercado voltado para pessoas que estão acima do peso;
  • coleção resort: muitos se enganam e acham que tem a ver com o verão, mas, na verdade, não passa de uma coleção que pode ser usada entre estações. Também conhecida como meia-estação;
  • casual day: dia livre na empresa para vestir roupas mais casuais;
  • dress code: código de vestir de um lugar;
  • it bag/it girl: é a coisa/pessoa do momento, algo que todos querem usar ou copiar;
  • shape: silhueta, formato;
  • new look: famoso look da Dior composto por uma saia midi bem rodada e a cintura marcada com com blazer;
  • highlights: luzes. Expressão muito usada para mechas nos cabelos.

Obviamente, o post não esgota todo o assunto e, por isso, sugiro aos interessados em geral e aos que atuam no mercado, um bom dicionário para ter sempre em mãos. Aqui vai minha listinha favorita:

O Pequeno Dicionário de Moda de Christian Dior (inglês/português)
Dicionário dos Termos de Moda de Diana Aflalo
Dicionário Ilustrado Moda de A a Z de Alex Newman e Zakee Shariff
Dicionário da Moda de Marco Sabino
Moda de A a Z de de Regina Maria Catellani

Espero que tenham curtido! Mas, não se apeguem muito a esses termos não, ok? Nada de se tornar um “fashion victim” (vítima da moda). O que interessa para nós mesmo aqui é sempre o “style” de cada um!

Valéria Didier
Consultora de Imagem
moda@nossagente.net
www.temqueterestilo.com.br