Para sonhar alto

Para sonhar alto

Depois de conseguir o índice olímpico no salto em altura, Talles Frederico quer fazer bonito nos Jogos Rio-2016

por Luiz Humberto Monteiro Pereira

jogoscariocas@gmail.com

Talles Frederico, do salto em altura – Arte de João Kreitlon sobre fotos de Ricardo Bufolin / Divulgação ECP
Talles Frederico, do salto em altura – Arte de João Kreitlon sobre fotos de Ricardo Bufolin / Divulgação ECP

O salto em altura é considerado uma das provas mais difíceis do atletismo. A corrida ajuda a criar a aceleração para transformar a velocidade horizontal em velocidade vertical, através do impulso. Durante o salto, para ultrapassar o sarrafo de costas, a perfeita coordenação do movimento do ombro e do quadril é fundamental. Nos Jogos Rio 2016, Talles Frederico é o favorito para ser o representante brasileiro na modalidade. No final de março de 2016, na segunda etapa do Campeonato Paulista, em Campinas, o mineiro de 24 anos conseguiu superar o sarrafo a 2,29 m, justamente o índice olímpico exigido pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF). “Até este momento sou o único brasileiro do salto em altura com índice, mas acredito que qualquer um que faça essa marca tenha total condições de brigar bastante nas Olimpíadas do Rio. Lá, vão estar reunidos na prova os melhores do mundo e tudo pode acontecer”, comemora o atleta do Esporte Clube Pinheiros, da capital paulista, que recebe a Bolsa Atleta do Ministério do Esporte.

Jogos Cariocas – Como se aproximou do salto?

Talles Frederico – Quando eu tinha 14 anos, praticava handebol em Itabira. Cheguei um dia para treinar e o técnico estava atrasado, mas no mesmo local estava a técnica do atletismo, Francislene Silva. E ela estava iniciando o treino de salto em altura. Eu vi, achei legal e pedi para poder brincar um pouco. E acabei ganhando do garoto que treinava. Depois deste episódio, a técnica me convidou para começar a treinar atletismo antes do handebol. Com mais ou menos um mês de treino, fui para a minha primeira competição, que era um Estadual Juvenil. Eu estava duas categorias abaixo do juvenil, mas mesmo assim acabei ganhando a prova ao saltar 1.75 m. E tomei ainda mais gosto pela modalidade. Acabei deixando o handebol de lado e ficando só com o atletismo. Com o passar dos anos, minha evolução foi acontecendo cada vez mais rápido e com isso comecei a liderar rankings nacionais. Fui acreditando que poderia ter um potencial neste esporte e que poderia ir cada vez mais longe.

Jogos Cariocas – Quais são seus pontos fortes no salto em altura?

Talles Frederico – Gosto muito do que faço, por isso não me contento com pouco e sempre quero mais e mais. Tecnicamente venho desempenhando uma constância boa, o que não é tão fácil. Porém, ainda preciso acertar a técnica de entrada para me dar uma amplitude maior e tornar meu salto cada vez mais objetivo.

Jogos Cariocas – Como o salto influiu no seu jeito de ser?

Talles Frederico – Sou calmo por natureza. Porém, dentro da prova elevo minha agitação, para que possa desempenhar meu salto da melhor forma possível. O esporte em si influenciou muito no meu jeito de ser, de pensar e de agir. A disciplina, a dedicação e todas as outras coisas que o esporte de alto rendimento necessita, acabam modificando os atletas. Praticar salto em altura é muito divertido para mim, pois estou toda hora tentando superar meus limites e a sensação de ultrapassar o sarrafo e cair no colchão é indescritível. O esporte só me trouxe coisas positivas, afinal de contas foi a prova que eu escolhi e ela também me escolheu.

Jogos Cariocas – Como é a sua rotina de treinos?

Talles Frederico – Treino a maioria dos dias no Esporte Clube Pinheiros, geralmente de 8:30 h às 11:30 h, com o técnico Kiyoshi Takahashi. Almoço no clube, chego em casa por volta de 13 horas e descanso até as 17:30 h. Depois disso sigo pra faculdade, da qual retorno às 23 h e vou dormir.

Jogos Cariocas – Nos Jogos Rio 2016, o fato de saltar “em casa” pode representar uma vantagem para os atletas brasileiros?

Talles Frederico – Creio que pode ter uma vantagem sim. Toda essa energia positiva que o brasileiro tem pode ajudar. Mas nós teremos que trabalhar bem a emoção, pois vai ser muito grande também.

Jogos Cariocas – Já sonhou com os Jogos Rio 2016?

Talles Frederico – Já sim, constantemente! E sempre me vejo muito alegre e competindo de igual para igual com os melhores do mundo, na briga por uma medalha. O importante é fazer o melhor possível e estar bem focado para que isso aconteça. Uma coisa que sempre me emociona é subir no pódio, escutar o hino brasileiro e ver a nossa bandeira no lugar mais alto.

Curta a página de “Jogos Cariocas” no Facebook, em www.facebook.com/jogoscariocas

jogos cariocas