Orlando City dedicará partida de 18 de junho ao movimento #OrlandoUnited

Orlando City dedicará partida de 18 de junho ao movimento #OrlandoUnited

Equipes esportivas da cidade se reúnem em apoio ao OneOrlando.org; Clube doará US$ 100 mil

Orlando_City_2014O Orlando City SC retorna à Major League Soccer (MLS) neste sábado, 18 de junho, no Camping World Stadium. Considerando os trágicos acontecimentos que afetaram a cidade de Orlando e sua comunidade recentemente, a partida contra o San Jose Earthquakes terá como objetivo reunir a população em apoio aos esforços do #OrlandoUnited.

“Nossa cidade sofre momentos sombrios, com dois atos horríveis de violência em dois dias seguidos, e estamos ansiosos para usar a influência do nosso time para trazer algo positivo na vida das pessoas”, disse o fundador e presidente do Orlando City SC, Phil Rawlins. “Estamos trabalhando incansavelmente para criar uma experiência memorável no próximo sábado (18), que honre a memória de nossos irmãos e irmãs”.

Em uma colaboração conjunta entre as equipes esportivas da Flórida Central, Orlando City (MLS), Orlando Pride (NWSL), Orlando Magic (NBA), Orlando Solar Bears (ECHL) e Orlando Predators (AFL) unem forças para vender camisetas com o logo #OrlandoUnited, sendo toda a renda doada para o OneOrlando Fund – OneOrlando.org. Para mais detalhes sobre a compra das camisetas, visite www.orlandocitysc.com/orlandounited.

No sábado (18/06), dia da partida, os fãs poderão comprar itens exclusivos e participar de leilões de camisas usadas pelos atletas, tudo com 100% da renda revertida para o OneOrlando.org. Mais detalhes dos leilões serão anunciados nos canais de mídias sociais do clube.

“Nossos parceiros do Orlando Health têm o estoque de sangue necessário neste momento, assim como o One Blood. Mas nós encorajamos as pessoas a continuar doando pelos próximos meses”, acrescentou Rawlins.

Com diferentes ações para que os torcedores se envolvam com a causa, a partida entre Orlando City e San Jose será totalmente dedicada às vítimas, com camisas especiais usadas pelos jogadores no aquecimento. Socorristas e integrantes da equipe de apoio que atuaram no caso farão um tour pelo estádio antes do jogo e também ganharão ingressos. Haverá uma área do estádio dedicada às vítimas e uma parada de 30 segundos durante a partida, ao vivo, complementar ao minuto de silêncio. Será a primeira vez que isso acontece em uma partida da MLS.

A Fundação Orlando City, braço comunitário do clube, também se comprometeu a doar US$ 100.000 para o OneOrlando.org. Por fim, um memorial permanente será projetado na Seção 12 do novo estádio do Orlando City, que inaugura em 2017.

Sobre o Orlando City

O Orlando City é um time que representa a paixão brasileira na liga de futebol que mais cresce no mundo, a Major League Soccer (MLS). Clube de propriedade do empreendedor brasileiro Flávio Augusto da Silva, o Orlando City jogou em 2015 sua temporada de estreia na principal liga dos Estados Unidos e do Canadá, com o meia Kaká como seu capitão. O estádio Orlando Citrus Bowl, palco da Copa do Mundo de 1994 passou por uma renovação de $200 milhões de dólares e é a atual casa dos Lions. Em 2017, o Orlando City vai inaugurar seu próprio estádio, uma arena moderna e confortável, com capacidade para 25,5 mil torcedores, no coração da cidade.

Em sua temporada inaugural na MLS, os Lions quebraram o recorde de maior média de público da história da liga para um time estreante – 32.847 pagantes por jogo nas partidas realizadas em Orlando -, tornando-se ainda a franquia que mais rapidamente atingiu a marca de meio milhão de torcedores em casa. Os torcedores do Orlando City estabeleceram ainda o recorde de público do estádio Orlando Citrus Bowl logo na estreia histórica do clube na MLS, no dia 8 de março de 2015: 62,5 mil espectadores. Os Lions não cativaram apenas o coração da população local, como vêm consolidando sua marca globalmente com jogos transmitidos ao vivo para mais de 120 países e narrados em 30 idiomas diferentes.

Em outubro de 2015, o Orlando City anunciou a criação de seu segundo time, o Orlando City B, que disputará a liga USL a partir de 2016, com a missão de desenvolver jovens atletas, principalmente provenientes das divisões de base do clube.

Os Lions lançaram ainda um time profissional feminino para a temporada 2016. O Orlando Pride vai disputar a National Women’s Soccer League (NWSL). A equipe será dirigida pelo renomado técnico Tom Sermanni, ex-treinador das seleções dos EUA e da Austrália, e terá a estrela da seleção dos EUA, Alex Morgan, como uma de suas principais jogadoras.