Obama: China reconhece Coreia do Norte como “ameaça para segurança”

Obama: China reconhece Coreia do Norte como “ameaça para segurança”

Foto: REUTERS/Jim Young    (UNITED STATES) US PRESIDENTIAL ELECTION CAMPAIGN 2008 (USA)
Foto: REUTERS/Jim Young (UNITED STATES) US PRESIDENTIAL ELECTION CAMPAIGN 2008 (USA)

O Presidente norte-americano garantiu hoje que a China tem consciência da “ameaça significativa” que representa a Coreia do Norte para a sua segurança e preveniu Pyongyang que as suas ameaças não têm efeito.

“A China começa a reconhecer que a Coreia do Norte é não somente prejudicial mas também um problema significativo para a sua própria segurança”, disse Barack Obama, durante uma conferência de imprensa em Seul, em que estava acompanhado pelo seu homólogo sul coreano, Park Geun-Hye.

“As ameaças não vão trazer nada à Coreia do Norte”, referiu o Presidente dos EUA, que chegou hoje à Coreia do Sul, o segundo país visitado na sua deslocação à Ásia, depois do Japão.

Seul e especialistas dizem ter detetado sinais de preparação de um quarto ensaio nuclear no Norte, na unidade de Punggye-ri.

O instituto norte-americano-coreano, um centro de estudos sobre a Coreia do Norte, localizado nos EUA, assinalou um acréscimo de atividade naquela central, com base em análises de imagens de satélite obtidas no meio da semana.

Em Tóquio, Barack Obama apelou a Pequim, aliado daquele país, para que dissuada a Coreia do Norte de prosseguir o seu programa nuclear, realçando que o papel da China neste tema é “capital”.

Pyongyang condenou a visita do Presidente norte-americano à península, defendendo que só resultará num aumento das tensões na região.

Fonte: noticiasaominuto.com