O que fazer para se destacar e ganhar mais no trabalho?

O que fazer para se destacar e ganhar mais no trabalho?

Edição de abril/2019 – p. 22

O que fazer para se destacar e ganhar mais no trabalho?

Conseguir um bom emprego e com boa remuneração nos Estados Unidos não é uma tarefa fácil. Ainda mais para estrangeiros recém-chegados, que muitas vezes, não conseguem validar seus diplomas ou certificações por conta das exigências do mercado e governo, sem contar os custos e tempo que precisam ser investidos de forma a estar em acordo com a legislação do trabalho americana.

Entretanto, não importa o emprego, sendo este do mais braçal ao mais intelectual, não existe nada melhor que ter uma fonte de renda e ter a segurança que vai receber um salário pelo tempo trabalhado. Mas mesmo que o emprego não seja o dos sonhos, existem maneiras que podem ajudá-lo a conseguir melhorar a remuneração por hora trabalhada, principalmente aqui nos Estados Unidos.

Como já comentei em outros artigos, para todos aqueles que vivem aqui na América, não há dúvidas que o mercado americano é considerado um dos mais prósperos e dinâmicos do mundo, sendo portanto, muito atraente para aqueles que desejam se estabelecer por aqui. Mas em muitas rodas de conversa e palestras, uma das principais perguntas que vejo aqui nos Estados Unidos, é… “como conseguir melhores empregos e salários em um mercado altamente competitivo como o americano?”.

Para tentar responder de forma honesta, acho que na verdade a primeira pergunta que deveríamos fazer a nós mesmos neste caso seria por que uma empresa americana contrataria um estrangeiro em vez de um americano nato ou com longa vivência no país?

Na minha opinião, existem basicamente duas respostas e ambas estão ligadas intimamente: #1 Qualificação da mão de obra e #2 Custo da hora trabalhada. O mercado americano é altamente formador de mão de obra qualificada, pois possui universidades maravilhosas, centros de capacitação e formação técnica excepcionais, escolas formadoras de cidadãos, cultura empreendedora e competitiva, entre várias outras qualidades. Mas mesmo assim, historicamente, os Estados Unidos são grandes importadores de conhecimento, capacitação e inteligência, criando condições para atrair as “melhores cabeças” em todo o mundo. Este é um dos segredos que fazem deste país, um centro de inovação, excelência e de desenvolvimento tecnológico, sem igual em outros países.

Portanto, americanos com formação e qualificação, seja ela técnica ou profissional, certamente ganham mais do que um estrangeiro que não está no mesmo nível, ou ainda, muitas vezes, trabalha de forma ilegal para se manter. Sendo direto na análise…, menos qualificado, menos custo, mais lucro em alguns casos. Apesar de não ser uma verdade absoluta, o raciocínio é simples e muitas vezes cruel. Em condições de igualdade técnica e profissional, a preferência sempre será por um americano, seja pela capacidade de se comunicar na língua nativa, seja pela cultura, seja por que ele é americano oras. Se fosse no Brasil e um estrangeiro fosse preferido (em condições de igualdade), em vez de um brasileiro para uma função que pague bem, todos ao redor no trabalho, ficariam desmotivados e bravos. O mesmo acontece aqui.

Então como fazer para se destacar e ganhar mais no trabalho, seja ele qual for, já que estou em “desvantagem” profissional?

Não tem fórmula mágica. Basta um pouco de investimento, pesquisa, estudo e principalmente… VONTADE!

1. Tenha fluência em inglês

Parece óbvio, mas tentar a vida nos Estados Unidos sem saber falar inglês é algo realmente muito complicado. Empregos que requerem mais “sofisticação” e(ou) tecnicalidade, requerem também domínio da língua. Você precisa entender e se fazer entender. Sei bem o quão difícil é falar uma nova língua, ainda mais quando você já tem certa idade e está sendo forçado a apreender. Você não precisa ter um inglês nativo (deixe para nossos filhos aprenderem a falar de forma nativa), mas estude bastante e se dedique para que você ao menos, se comunique de forma compreensível e entendível, para que assim, possa se expressar “de forma” equivalente a aqueles que vão trabalhar com você, ou para você.

2. Seja um imigrante legal

Se você não respeita as políticas de imigração do país, corre o risco de ser deportado a qualquer momento. Isto é um risco legal e trabalhista para qualquer empregador, podendo causar a perda da licença de funcionamento da empresa, sem contar as multas e outras implicações. Sem o visto de trabalho, a possibilidade de você encontrar uma boa vaga também é bastante baixa, pois os imigrantes ilegais trabalham na clandestinidade e, frequentemente, ganham abaixo do que é estabelecido pela lei. Busque formas legais para trabalhar nos Estados Unidos, pois cedo ou tarde, caso você esteja trabalhando de forma ilegal, você vai cometer um erro ou então, eles vão te achar. Dai não tem choro… você vai voltar para o seu país de origem.

3. Se especialize

Não importa se você limpa casas, repara telhados, limpa carros ou é um engenheiro da NASA. Quanto mais especialista você for, melhor remunerado você será! Sabe por quê? Porque basicamente você fará o mesmo trabalho, melhor, em menor tempo, com mais qualidade e a um custo menor. Isto se chama eficiência e também melhora e muito a lucratividade de uma empresa, pois você produz muito mais pelo mesmo tempo e valor. Então, com isto, você se destaca mais da concorrência e passa a ser requisitado para trabalhos mais especializados e que demandam de conhecimento. Com isto, você ganhará, com certeza, muito mais por hora trabalhada do que aquele que não é especialista.

4. Esteja um passo a frente

Ser um especialista é muito importante, mas você precisa ser uma referência! Sabe aquela situação quando você pergunta para outro… “pergunta lá para o João como é que ele faria isso?”. Neste caso o João é uma referência e alguém em que você confia e escuta. Para ser uma referência, basicamente você precisa ter muita experiência no assunto e ter vivido muitas situações difíceis que te ajudaram a resolver outras situações complexas.

Entretanto, em um mundo onde você é bombardeado com informações a todo segundo, pesquisar na internet e estudar diferentes casos e situações não é nada difícil. Existem referências e casos que podem ser acessados e estudados sem custo algum, e que podem te ajudar a ter a experiência necessária para se diferenciar dos teus concorrentes. Mas, um ponto importante… ainda nos dias de hoje, existem muitas pessoas que não se especializam e(ou) pesquisam e estudam pois, sejam pelos motivos certos ou não, estas pessoas estão saturadas ou cansadas “de tudo” e não querem mais saber de nada, a não ser descansar ou ter paz. Obviamente que isto é algo importante também, mas tenha resiliência e força para ir além, pois isto, com certeza, vai te ajudar lá na frente a ganhar mais.

5. Tenha vontade de aprender e não encurte caminhos

Não caia na tentação do jeitinho. Faça o que é certo! Jeitinho é um castelo de cartas, que na primeira ventania, o castelo vai para o chão. As vezes queremos chegar a um resultado mais rápido cortando passos. Se for para encurtar caminhos, faça-o inteligentemente e sem riscos para você ou seu empregador. Invista em você e corra atrás do conhecimento e experiência que está te faltando. Só assim para ganhar notoriedade a autoridade no assunto.

Para terminar, não tenha medo de procurar alternativas e caminhos que possam te levar a uma vida melhor, seja financeiramente ou de qualidade. Mas lembrem-se… Seja honesto, claro e leal sempre.

Não queira derrubar o outro, seja por inveja ou por medo. A vida é como uma roda gigante e acaba voltando para o mesmo ponto de partida em algum momento. A diferença sempre é como o mundo te enxergava na partida e agora quando você retorna. Muito cuidados com os caminhos trilhados pois você pode passar de uma referência, a um “oportunista” e “picareta” em um piscar de olhos. Tenha certeza que se você for um bom trabalhador e ainda por cima, com experiência e conhecimento, os bons salários aparecerão, sem contar que trabalho não faltará também.

Boa sorte e se precisarem de mais informações ou ajuda, contatem o Jornal Nossa Gente por telefone ou e-mail, ou mandem um e-mail para mim: livio@psup.com.br que ficarei feliz em ajudar. Até a próxima.