O Mercado Imobiliário continua mostrando crescimento

voltar

MAIO/2014 – pág. 50

sua_casaO mercado imobiliário na região da Flórida continua melhorando a cada dia. Tenho muitos clientes confusos, pois dizem ter visto na TV que o mercado está parado, até mesmo com o preço caindo. Graças a Deus, esse não é o nosso caso. Essas reportagens na TV geralmente referem-se ao mercado imobiliário nacional. Por exemplo, o norte dos Estados Unidos teve um inverno muito rigoroso e longo, por isso as pessoas não tinham interesse em sair para procurar imóveis e também porque dizem que é mais difícil detectar alguns defeitos que o imóvel pode possuir. Como vivemos em um estado no qual o verão é quase o ano inteiro, além de ser um dos mais procurados por turistas de todo lugar, nós não precisamos preocupar-nos com problemas causados pelo inverno.

Hoje, no nosso mercado, mais da metade das vendas foi efetuada com compra à vista, sem auxílio de empréstimos bancários, o que nos faz pensar que muitos estrangeiros compram imóveis como investimento ou casa de férias. Outra parte de compradores é a classe que já está se aposentando ou perto de se aposentar. Muitas vezes, eles são da região da Flórida ou vêm de outras partes do país em busca de sol e praia. Eles vendem seu imóvel maior e optam por uma casa menor, pois seus filhos já não vivem mais com eles e somente os visitam (são os baby boomers).

Para o mercado imobiliário, é excelente que a compra e venda sejam efetuadas totalmente em dinheiro, pois as chances de algo dar errado na transação é muito menor. De acordo com Florida Realtors, as vendas à vista cresceram 29% em 2012, 31 % em 2013 e 33% nos primeiros três meses de 2014.

Os mais jovens ficam em desvantagem para comprar a sua primeira residência, pois eles ficam sem chance contra um comprador que pagará à vista. Eles dependem de empréstimo bancário, não conseguem pagar um valor alto de entrada e até o banco aprovar o empréstimo, algo pode dar errado e o empréstimo, ser negado. Por isso, os donos dos imóveis normalmente preferem os compradores que não precisam de financiamento, a menos que o valor oferecido seja muito baixo.

Hoje, a tendência não é mais comprar casas do banco (REO) e casas que estão a ponto de serem retomadas pelo banco (Short Sales), porque mesmo listadas abaixo do preço de mercado, muitas acabam vendidas pelo preço do mercado. Além disso, depois dos reparos efetuados pelo comprador, o preço é muito semelhante a uma casa toda “arrumadinha” e pronta para morar. No entanto, essas duas opções ainda continuam no mercado e são muito interessantes (às vezes), pois o banco arrumou tudo para que consiga vender por um preço realístico.

Um problema encontrado é que muitos imóveis estão sendo oferecidos por um preço maior do que valem. Para dificultar ainda mais a situação, há competição nas ofertas (guerra de ofertas), o comprador acaba oferecendo mais do que a casa vale e depara-se com problemas quando o banco avalia o imóvel. Esse dono não é obrigado a abaixar o preço, então, muitas vezes, o negócio é desfeito e o comprador perde por volta de $450 de avaliação (appraisal). Se ele efetuou a inspeção anteriormente também perdeu o valor pago (por volta de $400). Por isso, analise bem a sua oferta para que não se encontre nesta situação.

Meu conselho: busquem um bom Realtor que tenha experiência e saiba trabalhar no mercado atual para auxiliar todo o processo da compra da casa nova e, assim, ajudar a alcançar seu sonho. Boa sorte!

Vera Mendonça – Realtor
(407)367-8711
vera@nossagente.net