O humor afiado de Amadeu Maya

O humor afiado de Amadeu Maya

Debochada em cena, Biba conta casos, anima o público e consolida o sucesso da comédia em Orlando

Foi um sucesso o show do ator e humorista cearense, Amadeu Maya, no “Gilson’s Brazilian Restaurant”, em Orlando, com piadas hilárias e a performance debochada de Biba, personagem que frequentou a “Escolinha do Gugu”, na Record. Excêntrica, ela roubou a cena, fez e aconteceu, proporcionando momentos de total descontração. Maya repetiu o sucesso alcançado quando na sua participação em programas de expressão nacional, a exemplo do extinto “Show do Tom”, comandado por Tom Cavalcante, e no “Domingão do Faustão”, na Globo. Uma trajetória bem sucedida no campo do humor e o público se divertiu. “Proporcionar alegria aos brasileiros, longe de nossa pátria, é muito gratificante. Uma forma de trazer a nossa cultura e matar um pouco a saudade do Brasil”, fala Amadeu com entusiasmo.

DSC_0808

Essa não é a primeira vez que Maya se apresenta para os brasileiros, em Orlando. “Estive aqui em outras ocasiões”, lembra. “É a terceira vez que venho para cá, mas já me apresentei em Nova York, Boston e Newark, em New Jersey”. O Jornal Nossa Gente conversou com o humorista pouco antes de sua apresentação, em meio ao agito da plateia, que solicitou selfies ao lado do comediante. Ele, óbvio, prontamente atendeu o pedido dos admiradores. “Eu costumo dizer que a Biba já é uma bicha velha (risos). Faço essa personagem deste de 92, quer dizer são vinte e quatro anos de estrada. No Ceará é assim: se você não fizer a linha comédia não entra no mundo dos espetáculos. E a personagem nasceu a partir desta necessidade. Eu não queria ficar fora do mercado. Sou jornalista e roteirista, então eu mesmo preparo o roteiro dos meus shows”, diz.

Lembra o comediante que em 2002 participou do humorístico, “Turbulência”, em Portugal, quando fez amigos naquele país e consolidou a personagem Biba junto ao público. “O programa tem o mesmo estilo da Praça – “A Praça é Nossa”, do SBT -, mas acontece em um aeroporto. Passei no teste porque os portugueses adoraram e fui contratado”. Maya recentemente assinou contrato com a Band do Ceará para fazer entrevistas para a emissora. “Eu saí da Globo e estava sem contrato, quando surgiu a oportunidade de trabalhar na Band do Ceará. A experiência está sendo ótima para o meu trabalho”, complementa.

DSC_0797

Indagado sobre a origem de suas personagens para a comédia, Maya disse que o senso de observação no dia a dia é a sua grande arma. “Como jornalista observo o comportamento das pessoas. É uma análise diária, então posso criar a partir daí e buscar elementos para acrescentar nas personagens que interpreto”, relata. Na sua opinião, quando perguntado, Chico Anysio é o mestre do humor no Brasil. O inesquecível humorista, conta, era generoso com os novatos, dando chances na “Escolinha do Professor Raimundo” – atualmente reprisada no “Vídeo Show”, na Globo. “O Chico é inigualável. Deixou o seu legado para nós, humoristas, e isso é gratificante. Não tive a oportunidade de trabalhar com ele, mas sei que ajudou vários colegas”, enfatiza.

Entretanto, quando o assunto é o humorista do momento, Amadeu fala com carinho de Tom Cavalcante. “Ele é o máximo. Um artista completo. Tive algumas participações no Show do Tom, na Record, e foi ótimo. O Tom é uma pessoa incrível que também abriu espaço em seu programa para os novos talentos do humor. Um gesto nobre em dar chance para quem busca o caminho da comédia”. Maya, inclusive, se referiu à sua nova personagem, Babalú, que tem agradado o público.

Aos brasileiros que residem em Orlando e em outros estados, o humorista fez questão de deixar um recado: “gostaria de dizer a todos para que continuem a luta com força e determinação. O sonho não pode acabar, jamais. Aos emigrantes em especial, que moram em Orlando, fica o meu abraço carinhoso. Desejo paz a todos vocês”, fala com emoção. “O Brasil passa por um momento delicado com tanta corrupção e desrespeito aos cidadãos. Às pessoas vão às ruas protestar (se referindo as passeatas que acorreram no país no último dia 15), não deixem de acreditar no Brasil. O Brasil é maravilhoso e o que deve ser banido é a roubalheira e os maus políticos. Temos de acreditar no país e que dias melhores virão. E não basta apenas o impeachment da presidente. É preciso acreditar!”, conclui.

Serviço:

Site do humorista
www.amadeumaya.com.br