Negri e Pew, da Honda, conquistam primeira vitória no WeatherTech Championship

Negri e Pew, da Honda, conquistam primeira vitória no WeatherTech Championship

E faturam o Monterey Grand Prix no Mazda Raceway e Laguna Seca

unnamedOzzi Negri e John Pew acertaram na estratégia e venceram neste domingo (01/05), nos Estados Unidos, o Continental Monterey Grand Prix, prova disputada em Laguna Seca, no Mazda Raceway, na Califórnia, e válida pela quarta etapa do IMSA WeatherTech SportsCar Championship. Ao volante do Ligier JS P2 Honda nº 60, Negri e o teammate John Pew garantiram a primeira vitória da Michael Shank Racing que venceu pela última vez em 2012, nas 24 Horas de Daytona com a mesma dupla de pilotos.

“É como se tivéssemos nos livrado de uma maldição”, disse Pew. “Nós estivemos no pódio algumas vezes, mas no topo já fazia um tempo. A equipe fez uma estratégia ótima. Ozz não para de pensar no nosso carro. Ele ligou para o nosso engenheiro ontem tarde da noite e disse ‘Vamos tentar isso’. Muito disso foi graças à economia de pneus. O culpado de nossa vitória foi Ozz”.

A corrida de duas horas começou como uma continuação de um fim de semana de sonho para a Mazda Motorsports. A equipe correu 1-2 em todas as três sessões de treinos, classificou os dois carros na primeira fila e então correu 1-2 durante a primeira meia hora da corrida. O ganhador do prêmio TOTAL Pole foi Tristan Nunez que pilotou as primeiras 25 voltas o Protótipo Mazda nº 55 da ModSpace, perseguido de perto por Tom Long, o nº 70 da equipe.

Um incidente envolvendo dois dos três líderes do campeonato fez com que os competidores do Protótipo fossem para os boxes – com os Mazda voltando à pista em quinto e sexto, depois de enfrentar problemas com as mangueiras de combustível nos pit stops. Apenas seis voltas depois, Joel Miller saiu de cena, antes do Corkscrew, fazendo o nº 70, que começou com Long perder força e deixar prova.

Negri era o terceiro colocado antes de assumir o volante de Pew, mas precisou de apenas duas voltas para tomar a liderança de Sean Rayhall, com Panoz nº 0 da DeltaWing Racing, que optou por não trocar de pilotos no pit stop.
Com o carro de Long/Miller fora, o companheiro da Mazda – e nativo de Monterey – Jonathan Bomarito, lutou pela liderança com Negri, apenas para rodar na volta 45, pois os dois carros líderes estavam vindo em um tráfego lento. Bomarito conseguiu continuar e terminar em quarto, conseguindo o melhor resultado para a equipe.

Nessa altura, Eric Curran no Corvette DP nº 31 da Whelen Engineering/Team Fox e Marc Goossens no nº 90 da Visit Florida Racing revezaram a ponta durante a rodada final de bandeira verde nos pit stops. Negri tomou a liderança de Curran nos últimos 40 minutos, e liderou o restante do caminho enquanto os dois Corvettes DP iniciavam uma batalha.

Goossens terminou em segundo, 30.099 atrás de Negri, mas apenas 0.855 segundos à frente de Curran. Bomarito foi quarto, seguido de Katherine Legge com o Panoz nº 0 da DeltaWing Racing que estava nas mãos de Rayhall.
“Nós mostramos a todos no paddock que nós temos um carro que pode vencer corridas”, disse Nunez. “É isso que importa. Nós vamos levar o que aprendemos aqui e seguir em frente”.

NOTAS

  • O aspecto da corrida mudou na marca dos 33 minutos. Depois de correr em terceiro atrás de Christian Fittipaldi, desde a volta de abertura, Ricky Taylor passou Fittipaldi para assumir a posição na curva 9, durante a volta 24. A dupla entrou lado a lado na curva 10, quando Fittipaldi deslizou em cima de Taylor, colocando os dois carros na brita, causando a segunda bandeira de atenção. Taylor conseguiu voltar à corrida duas voltas atrás antes de passar o volante do Corvette DP nº 10 da Konica Minolta para seu irmão Jorda. Levou um tempo até tirar o Corvette DP da Action Express nº 5, com Fittipaldi perdendo cinco voltas antes de trocar com Joao Barbosa.
  • O incidente com o bicampeão custou a liderança do campeonato. Chegando ao evento com uma vantagem de três pontos, Barbosa e Fittipaldi agora passam a liderança para Cameron e Curran, por três pontos: 121-118. Goossens é o terceiro com 117 pontos.
  • Enquanto arrumava o setup do Corvette DP nº 90 da Visit Florida Racing durante todo o fim de semana, a equipe perdeu o grid pré-corrida e foi forçada a largar do pit lane – e ainda levaram um drive-trough de penalização. Ryan Dalziel conseguiu recuperar a parte de trás do campo do Protótipo, antes do segundo período de atenção, devido ao incidente com Fittipaldi e Taylor, passando o carro para Goossens em uma posição competitiva.
  • A vitória foi a terceira em quatro corridas para o Honda Ligier da Extreme Speed Motorsports – que está concentrada nas corridas do Tequila Patrón North American Endurance Cup – que abriu a temporada vencendo a Rolex 24 Horas de Daytona e a Mobil 1 12 Horas de Sebring, com apoio da Fresh From Florida.
  • A quinta rodada do WeatherTech Championship vai contar com as categorias Protótipo, Protótipo Challenge (PC) e GT Daytona (GTD) na Chevrolet Sports Car Classic apresentada pelo Metro Detroit Chevy Dealers no circuito de Belle Isle Park, no dia 4 de junho.