Music Never Stops

Music Never Stops

voltar

JUL/2015 – pág. 70 e 72

Enquanto os Estados Unidos são um dos países que mais oferece recursos para iniciantes e iniciados em música, o continente europeu não deixa por menos quando o assunto é programação de cultura e laser.

Com a chegada do verão e as férias escolares, norte-americanos e estrangeiros residentes nos Estados Unidos procuram opções de laser, e a Europa passa a ser uma excelente opção, seja na gastronomia, nos passeios aos inúmeros pontos turísticos disponíveis no antigo continente, ou ainda para conferir os shows e festivais de música, que nessa época se multiplicam.

A facilidade de transporte entre os países, a unidade monetária e a diferença cultural entre os são atrativos insubstituíveis que a Europa tem a oferecer. O mais interessante em viajar nessa ocasião, quando a Europa enfrenta forte crise, é poder encontrar preços extremamente convidativos, se comparados aos praticados anos anteriores. Com a crise, os preços estão indiscutivelmente mais baixos, e desfrutar dos atrativos europeus por algumas semanas deixou de ser apenas um sonho.

O Verão Europeu

Temperatura acima dos 30°. O verão europeu é completo, principalmente em se tratando de cultura e entretenimento. Música, músicos e público se encontram sob o sol, lotando casas de shows, esgotando ingressos para os grandes festivais e movimentando assim alguns milhões de Euros no fabuloso mercado do entretenimento. Música é cultura, produto de primeira necessidade que o continente europeu valoriza e consome como nenhum outro. A música do Brasil tem reconhecimento, e inclusive paga-se bem para ouvi-la pelas bandas de lá. Lojas de instrumentos, publicações especializadas, enfim, a Europa é um sonho para músicos de qualquer parte do mundo. Para os músicos brasileiros, interessados em apresentar trabalho para novos públicos, a porta está aberta. Dessa forma, todos saem ganhando, seja a classe musical ou o público que procura por cultura e laser.

Jazz, pop ou rock, a Europa oferece programação para público de todas as idades, quaisquer que sejam suas preferências musicais. Particularmente para os músicos brasileiros, que procuram por novas possibilidades além do ambiente de estúdio, mostrar o trabalho ao vivo na Europa é uma realidade cada vez mais viável e rentável. Hotéis, bares, restaurantes, cassinos e cruzeiros, todos se interessam pela música e por músicos brasileiros, principalmente em se tratando de ritmos como samba e bossa nova. Dessa forma, é muito comum encontrar a música brasileira presente naquele continente, seja nos pequenos ambientes ou mesmo nos grandes festivais de verão.

Porta da Europa

Porta de entrada da Europa, Portugal e Espanha oferecem os melhores preços aos viajantes, sejam em refeições, no transporte, na hospedagem e inclusive para os ingressos de shows e festivais – quando dificilmente ultrapassam os 100 euros.

 

Partindo dos Estados Unidos, especificamente de Orlando, a viagem até Lisboa pode ser feita em aproximadamente 10 horas, e as opções de preços são inúmeras – a partir de 950 euros por passageiro. A viagem entre Lisboa e Madri pode ser feita de carro, uma vez que as estradas são de excelente qualidade, total segurança e principalmente com lindas paisagens. Dessa forma, percorrer de carro os 503 quilômetros que separam as cidades pode ser uma excelente – e barata – opção de turismo. A mesma distância também pode ser percorrida de trem, em aproximadamente 11 horas, com preços que variam entre 37 euros para a segunda classe e 177 euros para a primeira classe. È muito comum o uso do trem para viagens pela Europa, uma vez que o Rail Europe oferece excelentes comodidades além de preços bastante convidativos. Por 300 euros é possível viajar de Madri para Paris, em primeira classe, com total conforto, de modo que as 9hs40 minutos passem desapercebidamente.

 

Atrações Musicais em Portugal

Portugal - Torre de Belém - Lisboa
Portugal – Torre de Belém – Lisboa

A cidade de Lisboa é extremamente agradável, dinâmica e receptiva, que oferece ao brasileiro integração imediata, dada a similaridade de culturas e idiomas. A população de Portugal é de aproximadamente 11 milhões de habitantes, com respectiva área territorial de 92.000 km2 – o que significa que o país cabe dentro do estado brasileiro de Santa Catarina, que detém a área de 95.000km2 respectivamente. Os números são indicativos da qualidade de vida que se encontra em Lisboa, mesmo vivendo um dos piores momentos desde que entrou para a União Européia.
Com tantas vantagens, Portugal oferece condições extremamente favoráveis, sejam elas de transporte, saúde, segurança e inclusive culturais. Vale dizer que a gastronomia em Portugal também é invejável.

Para os músicos, Lisboa é quase que o ambiente ideal para se viver. A cidade abriga o renomado Hot Clube de Portugal, pub de jazz localizado na Praça da Alegria, que oferece de terça a sábado duas sessões diárias. Em Lisboa, o Hot Clube também conquista músicos, público e inclusive estudantes, pois o Clube abriga no mesmo endereço uma das mais reconhecidas escolas de jazz de Portugal. Além do Hot Clube, Catacumbas e Onda Jazz são outros pubs de Lisboa também dedicados a música instrumental. Contudo, o maior atrativo nessa época do ano são os festivais, envolvendo os mais variados estilos musicais. O mais interessante é que todos eles são abertos a participação de músicos de todas as etnias, o que vem a ser uma excelente possibilidade para brasileiros mostrarem o trabalho aos portugueses.

Durante o verão português, estão confirmados dezenas de shows, dentre eles Chick Corea & Herbie Hancock, Mark Knopfler, Lionel Richie, Caetano Veloso & Gilberto Gil, O Rappa, Al Di Meola e muito mais. Portanto, mesmo em meio a crise, os orçamento para cultura e entretenimento não sofreram cortes.

Espanha, Caliente!

Cruzeiros no Mar Mediterrâneo - Barcelona
Cruzeiros no Mar Mediterrâneo – Barcelona

Já a programação cultural na Espanha não fica devendo em nada a de Portugal. Muito pelo contrário. Com território consideravelmente superior ao de Portugal, a Espanha oferece mais opções, principalmente em cidades como Madri e Barcelona. O país detém 506.000 km2 de área territorial, com a população de 40 milhões de habitantes. Andar por Madri é extremamente simples, pois são 12 as linhas de metro que cruzam a cidade de ponta a ponta, servindo dezenas de estações em todo o percurso. O verão na Espanha é literalmente ‘caliente’, seja sob o sol de mais de trinta graus, ou simplesmente assistindo uma apresentação de flamenco.

A programação cultural também é ‘caliente’ e variada por todo o país, sempre da melhor qualidade, qualquer que seja o gênero musical.
Dentre a programação confirmada de shows para o verão, fazem parte Chemical Brothers, Skrillex, Duran Duran, Die Antwoord, Flying Lotus, Jamie XX, Jimmy Cliff, Earth, Wind & Fire, Mark Knopfler, Bob Dylan, Slash e Lenny Kravitz dentre muitos outros. Depois do verão a programação de shows continua ainda mais quente, quando estarão por lá Madonna, Demi Lovato, Alejandro Sanz e Diana Krall, dentre os artistas confirmados até o momento de fechamento desta edição.

Entre um show e outro, vale a pena visitar os museus e pontos turísticos que Madri e Barcelona oferecem. A cozinha mediterrânea é igualmente indispensável ao turista que visita a Espanha, bem como um show de Flamenco. Vale muito a pena visitar a Europa no verão, quando as possibilidades são mais ‘quentes’, como a temperatura que nessa época do ano se encontra por lá. Vale conferir!

Salla-Foto-New-Bossa-PearlSallaberry
Músico, produtor musical e bacharel em Publicidade e Propaganda, membro do Latin Grammy. Autor do Manual Prático de Produção Musical.