Mulheres de baixa renda terão cobertura médica prolongada após parto, anunciam EUA

A vice-presidente Kamala Harris disse que 253 mil mães serão beneficiadas com a expansão de assistência médica

Mulheres de baixa renda podem podem ter acesso à cobertura de saúde por um ano após o parto. O anúncio foi feito pela vice-presidente Kamala Harris, em um momento de debate sobre as altas taxas de mortalidade materna para mulheres negras

Da Redação – Segundo anunciou a vice-presidente dos EUA, Kamala Harris, a expansão do programa federal de saúde irá beneficiar mulheres de baixa renda para que tenham assistência médica por um ano após o parto, em vez de apenas dois meses. O anúncio ocorre em momento de debate sobre as altas taxas de mortalidade materna para mulheres negras no país – nenhuma lei federal garante maternidade remunerada ou licença médica para um membro da família.

______continua após a publicidade_______

seguro

Disse Harris que cerca de 253 mil mães poderão se beneficiar da nova política, implementada por meio da expansão do programa “Medicaid” para pessoas com poucos recursos e do “Programa de Seguro de Saúde Infantil (CHIP).”

Isso significa que as mulheres de baixa renda poderão ter acesso a exames pélvicos, vacinas e outros exames médicos para detectar problemas de saúde durante um ano – antes só podiam fazer por dois meses.

A iniciativa que tem como prioridade, combater à mortalidade materna, explicou a vice-presidente, pois a falta de assistência médica afeta desproporcionalmente as mulheres afro-americanas e pertencentes a outras minorias, como hispânicas e indígenas.

A expansão do programa é essencial para a mulher cuidar do filho, e também se recuperar da gravidez e cuidar de sua saúde mental, segundo relatório da Secretaria de Saúde. De acordo com o relatório, uma em cada três mortes relacionadas à gravidez ocorre entre uma semana e um ano após o parto.



____________________publicidade___________________

seguro

anuncie

Posted In: