Milhares de crianças são deixadas em orfanato após terem os pais deportados

Milhares de crianças são deixadas em orfanato após terem os pais deportados

 

Um relatório divulgado na última semana mostra que 1 em cada 4 imigrantes deportados deixam filhos em orfanatos nos EUA.

Uma nova constatação das consequências da política de deportação de imigrantes indocumentados pelo governo federal, tem alarmado ativistas de direitos humanos. 1 em cada 4 imigrantes deportados no ano fiscal de 2011 (cerca de 100 mil pessoas), deixou para trás filhos em orfanatos.

O relatório, chamado de “Famílias Destruídas”, também concluiu que as chances de reunião entre pais e filhos são muito pequenas e que este número deve triplicar nos próximos cinco anos.

Ainda segundo o relatório, existem atualmente cerca de 5.100 crianças vivendo em orfanato que tiveram um dos pais deportados. Em cinco anos este número deve atingir 15.000. Nos primeiros seis meses de 2011, o ICE (polícia da imigração), deportou 46.000 imigrantes que tem pelo menos um filho nascido nos Estados Unidos, representando 1 em cada 4 deportações.

Em cidades onde a polícia local trabalha em parceria com o ICE, as crianças em orfanato são 29% mais suscetíveis a ter um dos pais presos ou deportados.

Ainda segundo o estudo, o programa Comunidade Seguras criou “locais de deportação” com um número crescente de crianças em orfanatos.
O número de casos tem inundado o sistema de orfanato, aumentado o custo para os contribuintes. Segundo dados do próprio governo federal, são gastos anualmente $22 bilhões de dólares em orfanato com uma média de $40 mil por criança.

O departamento de Serviço de Proteção a Criança é obrigado a tentar reunir as crianças com os pais, mas os filhos de imigrantes enfrentam dificuldades maiores. De acordo com o autor do estudo, Seth Wessler, “existe um limite de tempo em que o serviço irá procurar pelos pais. Se os pais não falam inglês ou não ligam para o consulado, se torna fácil para eles desistirem”, disse.

Em alguns casos, uma vez que os direitos dos pais são eliminados, a criança é colocada para adoção.

O relatório recomenda que o Congresso deveria criar alternativas para prisão de pais. Além disso, diz o relatório, a Imigração deveria fazer um adendo nas normas para clarificar que todos os pais de crianças menores de idade deveriam receber alívio de deportação com ênfase em pais com crianças em orfanato.