Mesmo com dólar alto, ofertas nos EUA atraem futuras mamães

Mesmo com dólar alto, ofertas nos EUA atraem futuras mamães

Nas outlets como a Orlando Premium Outlets Vineland Ave, vale garimpar atrás de roupinhas básicas Foto: Divulgação
Nas outlets como a Orlando Premium Outlets Vineland Ave, vale garimpar atrás de roupinhas básicas
Foto: Divulgação

Fazer o enxoval do bebê pode sair caro. Mamadeiras, babás eletrônicas, carrinhos, cadeirões, termômetros, assentos para carro, berços portáteis… É longa a lista de produtos para os recém-chegados. Algumas futuras mamães preferem, então, comprar nos Estados Unidos, onde os preços podem sair até três vezes menores e a variedade de produtos é maior.

As cidades americanas mais procuradas para esse tipo de compras são Orlando, Miami e Nova York – esta considerada mais luxuosa, com marcas diferenciadas. São os lugares de mais fácil acesso, com voos diretos de várias capitais brasileiras. O custo da viagem depende do orçamento disponível e varia de acordo com a época, o destino, a passagem, o local de hospedagem e a escolha de meio de locomoção.

“Tudo depende do planejamento dos pais, que devem observar a taxa de câmbio, o momento da viagem e colocar na ponta do lápis”, analisa Aline Rabelo, consultora financeira. Ela lembra que existe a possibilidade de fazer cartões de viagem pré-pagos, com taxas menores. Passagens de São Paulo para Miami, em baixa temporada, saem cerca de R$ 1.600; para Nova York, R$ 2.000. “Alguns pais aproveitam para sair de férias e fazer o enxoval ao mesmo tempo”, observa.

No país, as lojas Carter’s, Buy Buy Baby, Macrobaby, Babies R Us são famosas por bons descontos e ofertas de produtos. Além disso, os futuros papais encontram roupas de marcas como GAP, Ralph Lauren e Baby Cotton com preços bem abaixo do Brasil.

Para se ter um noção do quanto se pode economizar, comparamos alguns preços: no Brasil, um pula-pula custa, em média, R$ 500; o mesmo sai por US$ 80 (R$ 176,08) nos Estados Unidos; um carrinho da linha Liteway da Chicco fica em torno de R$ 700 por aqui, mas pode ser encontrado lá fora por US$ 139 (R$ 303) em lojas de departamentos como Target, Walmart e Toy’s “R” Us.

Algumas lojas oferecem serviços extras como a Macro Baby, que oferece garantia no Brasil, faz lista de enxoval, e vende marcas exclusivas Européias.

Ao desembarcar no Brasil, as compras estão sujeitas à alfândega, o limite é de US$ 500 por pessoa. Suvenires e pequenos presentes com valor até US$ 5, desde que não sejam mais de 10 itens repetidos. Se houver excesso, o imposto será calculado a partir da fatura com o valor da aquisição, na falta desse documento, o valor será determinado pela autoridade aduaneira. Lembre-se também que as malas devem pesar no máximo 32 quilos para evitar pagar por excesso, e é permitido carregar duas por pessoa.

Da Redação