Mariana Ximenes está de volta às novelas

Mariana Ximenes está de volta às novelas

Após quatro anos afastada das novelas, Mariana Ximenes está de volta como à Condessa de Barral em “Nos Tempos do Imperador”, nova trama da Globo Internacional

Edição de março/2020 – p. 46

Mariana Ximenes está de volta às novelas

Após quatro anos afastada das novelas, a bela Mariana Ximenes está de volta na tela da Globo Internacional, na trama, “Nos Tempos do Imperador”, prevista para estrear no fim de março. No texto escrito por Thereza Falcão e Alessandro Marson, a atriz interpretará uma condessa baiana, Luísa, que terá um romance com o imperador Dom Pedro II, interpretado por Selton Mello. Ela também contracenará com Thor Becker, o pequeno filho do ator Theo Becker, que será seu herdeiro na história.

Falando sobre a sua personagem, disse Mariana Ximenes que a Luísa possui o título de Condessa de Barral e terá momentos expressivos na história. “A Sílvia é casada com Eugênio (Thierry Tremouroux) e mãe de Dominique (Thor Becker). É uma mulher moderna, empoderada, educada na Europa, por isso domina diversos assuntos e sabe muito bem aonde quer chegar”, revela a atriz.

“O pai, Dom Domingo, era um abolicionista, dono de uma fazenda na Bahia, conhecido por abrigar negros escravizados fugitivos e por dar alforria aos seus. A condessa tinha nele um exemplo de homem, e estava dedicada a cuidar de sua saúde, mas ele não resistiu. São cenas que emocionam e acredito muito que a Sílvia vai agradar”, fala Mariana.

Detalhando o perfil de Sílvia na novela, explica a atriz o seguinte: “Ela é moderna, astuta e envolvente, principalmente quando algo lhe convém. É muito bem relacionada, além de ter tido acesso a um mundo que Dom Pedro II não teve a oportunidade de conhecer por toda sua responsabilidade com o Brasil. Ao conhecê-la, Dom Pedro II se vê arrebatado pela sua força e beleza, que o tiram do prumo e provocam uma reviravolta em sua vida. Muita água vai rolar embaixo dessa ponte, adianta.

Lembrando que a última novela que Mariana Ximenes participou foi “Haja Coração”, em 2016. De lá para cá, a atriz atuou em quatro séries “Supermax”, “Cidade Proibida”, “Se Eu Fechar os Olhos Agora” e “Ilha de Ferro”. Indagada sobre o seu retorno à trama de Thereza Falcão e Alessandro Marson, a atriz relata que está confiante e que aposta na novela, que conta sobre as artimanhas de imperador Dom Pedro II. Ela ressaltou a importância do elenco, recheado de profissionais de grande estilo. “Uma história que resgata coisas do Brasil e mostra quem eram os poderosos naquela época, o elenco é fantástico e a novela tem tudo para emplacar”, aposta.

Carreira de destaque

Com uma trajetória bem-sucedida na telinha, Mariana Ximenes consolidou seu nome entre os grandes atores da Globo. Em 1998, aos dezessete anos, estreou na televisão em “Fascinação” do SBT, quando viveu Emília, jovem mimada que sente ira da protagonista interpretada por Regiane Alves. Sua personagem também se envolvia com o seminarista Gustavo, interpretado por Caio Blat.

Mariana fez sua estreia na  Globo, participando do episódio “Dupla Traição”, do “Você Decide”; do episódio piloto do seriado “Sandy & Junior”, e também no cinema, no filme ‘Caminho dos Sonhos”, interpretando a personagem Ruth Stern.

Também interpretou Celi Montana em “Andando nas Nuvens”, sua primeira personagem em novela da Globo – noviça indecisa que não sabia se fazia os votos e se tornava freira ou se entregava ao amor de Tiago, também vivido por Caio Blat. Fez uma participação especial na novela “Força de um Desejo” com a personagem Ângela, par romântico com Trajano, personagem de seu então namorado André Barros.

No entanto, o sucesso viria a acontecer com a novela “Uga Uga”. Na trama de Carlos Lombardi, Mariana interpretou a personagem Bionda, que lhe rendeu o prêmio de atriz revelação do programa “Domingão do Faustão” e popularidade entre as crianças. A marca de brinquedos “Estrela” tinha um acordo comercial com a Globo e lançou a boneca Susi Uga Uga, inspirada na personagem Bionda.

A atriz fez alguns anúncios para o canal Fox Kids, e, mais tarde fez a recatada Izabel de Avelar, em “A Padroeira”, e também participou de seu segundo filme no cinema, “Dias de Nietzsche” em Turim, com o papel de Júlia Fino.