Legalização da maconha em Nova York traz cheiro forte e desconforto aos visitantes

Em pontos estratégicos de Manhattan carros adesivados vendendo maconha para usuários acima dos 21 anos

Nova York se tornou uma cidade pouco agradável com o cheiro forte de maconha, o que traz desconforto aos visitantes. Você pode ser surpreendido na entrada de metrôs ou caminhando pelas ruas onde há concentração de pessoas no verão

Da Redação – Com a legalização do uso da maconha no estado de Nova York, uma das cidades mais visitadas do mundo, a Big Apple, perdeu um pouco do seu brilho devido ao cheiro forte da erva que parece ter infestado a ilha de Manhattan. E se tornou comum em pontos públicos o visitante tapar o nariz ou reclamar do comportamento de usuários que não respeitam as condições estabelecidas pelo estado. Eles fumam abertamente, contaminando o ar com baforadas que parecem intermináveis, e haja paciência!

Nova York se tornou uma cidade com cheiro pouco agradável – maconha mesmo –, e isso pode ser sentindo na entrada de metrôs ou mesmo caminhando pelas ruas onde há uma grande concentração de pessoas que aproveitam o verão para passear. E não há como “escapar” desse incomodo, pois grande parte da cidade parece se “deleitar” com o uso da erva.

______continua após a publicidade_______

seguro

Uma senhora, inclusive, que caminhava com duas crianças pela Sexta Avenida, em Manhattan, se revoltou com um jovem negro que expeliu uma nuvem fumaça de maconha na sua direção. Ela pediu respeito, apontando para as crianças, mas o rapaz sorriu, e continuou o seu trajeto como se nada tivesse ocorrido.

Nova York se tornou o 15º estado norte-americano a legalizar o uso recreativo da maconha, abrindo espaço para uma indústria avaliada em US$ 4,2 bilhões – cerca de R$ 23,6 bilhões. Com isso, os cidadãos maiores de 21 anos têm permissão para portar até 85g de cannabis para fins recreativos ou 24g de formas concentradas da droga, como óleo.

A nova legislação autoriza os nova-iorquinos a fumarem maconha nos locais onde o uso do cigarro for permitido. Está proibido, no entanto, o consumo em escolas, locais de trabalho ou dentro de automóveis. Os adultos também poderão cultivar as plantas para uso próprio.

Em Manhattan, micro-ônibus adesivados com fotos da erva podem ser vistos em pontos estratégicos, onde o usuário pode comprar a maconha sem problemas com a polícia, desde que apresente o documento de identidade.

A cidade inteira cheira a maconha, e isso traz certo desconforto aos visitantes, pois não há como evitar o cheiro insuportável em toda parte, principalmente no verão quando os nova-iorquinos parecem mais animados. E se você leitor vai à Nova York, se prepare, pois poderá ser surpreendido a qualquer momento.   

O que diz a lei em Nova York

Cidadãos com mais de 21 anos poderão portar até três onças (ou 85g) de cannabis ou 24g da forma concentrada da drogo, como óleos; O consumo de maconha está permitido nos mesmos locais onde se autoriza o de tabaco. O uso em escolas, locais de trabalho e dentro de carros segue proibido;  Cada nova-iorquino adulto poderá cultivar até seis plantas dentro de casa para uso pessoal; 40% dos impostos com a compra da maconha serão revertidos às comunidades minoritárias, que tiveram números desproporcionais de prisões por maconha; Pacientes poderão fumar a flor de cannabis e receber um suprimento de maconha suficiente para 60 dias — o limite atual é de um mês; Qualquer pessoa anteriormente condenada por portar quantidade da droga abaixo do limite legal automaticamente estará sujeita à completa remoção da sentença.



____________________publicidade___________________

seguro

tarot

anuncie