Lédio Carmona avalia equilíbrio do Brasileiro: ‘Está nivelado por baixo’

Lédio Carmona avalia equilíbrio do Brasileiro: ‘Está nivelado por baixo’

Comentarista do SporTV critica esquemas táticos recheados de volantes, principalmente por conta do ‘medo’ que surge no segundo turno

Foto: Pedro Vilela / Agência i7 / Agência O Globo
Foto: Pedro Vilela / Agência i7 / Agência O Globo

Apesar de o Cruzeiro liderar com folga o Campeonato Brasileiro, a competição tem sido marcada pelo equilíbrio na  tabela. Prova disso é que apenas cinco pontos separam o quinto colocado (Atlético-MG) do 15º na classificação (Flamengo). No entanto, para o comentarista do SporTV Lédio Carmona, o equilíbrio não significa um grande campeonato.

– Lamento dizer que é um equilíbrio por baixo. O campeonato está nivelado por baixo este ano. Não é questão de excesso de jogos ou calendário, acho que os times estão muito quadrados taticamente no Brasil. Chega no segundo turno e os técnicos estão povoando os times com volantes, os jogos estão travados, não estão se desenvolvendo. É uma questão muito mais tática, de opção dos treinadores nesse momento, está todo mundo com medo nesse segundo turno – afirmou, durante o programa “Bem, Amigos”, do canal PFC.

O Brasileirão já chegou à quinta rodada do segundo turno, com mais 14 rodadas por vir. Ainda segundo Lédio, a metade final da competição tem deixado os times pressionados na busca por resultados.

– O segundo turno normalmente não é o momento em que os times apostam, é um momento em que os times começam a ficar com medo, por causa da guilhotina e da possibilidade de não ficar no G-4. Isso trava os sistemas táticos. A pressão do segundo turno é muito maior, a gente consegue conferir isso no estádio, entre os torcedores. A cobrança, a responsabilidade, a exigência, isso tem deixado os jogos mais fechados, mais truncados, e você começa a ter muitos empates – explica o comentarista.

Outro número que demonstra o equilíbrio do Campeonato Brasileiro deste ano é que o Atlético-MG – apesar de já ter garantido vaga na próxima Libertadores, em quinto lugar com 35 pontos, tem seis a menos que o quarto colocado, e apenas dez pontos de distância para o Criciúma, primeiro time na zona de rebaixamento.