Jovem faz campanha para arrecadar dinheiro e tratar câncer nos EUA

Jovem faz campanha para arrecadar dinheiro e tratar câncer nos EUA

Belo-horizontina retirou tumor da cabeça e precisa passar por tratamento com sessões de radioterapia; família criou página na internet para tentar arrecadar R$ 250 mil em fundos

Danielle Pedrosa - Foto: Reprodução
Danielle Pedrosa – Foto: Reprodução

A história da jovem Danielle Pedrosa, 16, ficou marcada pela coragem e força. Mesmo com tão pouca idade e descrita pela mãe como uma menina tímida, ela tem conseguido lutar contra um tipo raro de câncer e já resistiu a uma complicada cirurgia para a retirada de um tumor na cabeça. O próximo passo também não será nada fácil e veio com mais um obstáculo. O tratamento indicado para Dani – como é conhecida pelos amigos e familiares – só é oferecido no exterior. Para viabilizar a viagem, a família fez uma página na internet para angariar fundos (clique aqui para acessar a página). Em menos de 24 horas, eles já tinham mais de 10 mil seguidores e várias doações.

Tudo começou no feriado do Dia das Crianças do ano passado, quando Danielle começou a sentir fortes dores de cabeça. Entre um pronto-socorro e outro, o diagnóstico não aparecia. Somente no dia 20 de outubro é que a família teve a comprovação da doença. Moradora do bairro Renascença, na região Nordeste da capital, ela tem um tipo muito raro de tumor no cérebro, conhecido pelos médicos como Cordoma de Clivus.

A mãe da adolescente, Lucília Bitar, 38, contou que, desde então, eles têm vivido uma saga entre médicos, tratamentos e hospitais. Na capital, a família não conseguiu especialista para a retirada do tumor, e em 22 de janeiro deste ano, mais de três meses depois da descoberta do câncer, Danielle foi operada na cidade de São Paulo.

O procedimento foi um sucesso, mas as recomendações médicas pegaram Lucília de surpresa. “O tratamento indicado para a minha filha é um tipo diferente de radioterapia e só existe em alguns hospitais dos Estados Unidos”, explica. A mãe ainda revela que os custos dessa radioterapia variam entre US$ 50 mil e US$ 100 mil. Para isso, eles estipularam a meta de arrecadar R$ 250 mil e pretendem embarcar em no máximo 15 dias.

“A Dani é uma menina muito especial. Ela tem muitos amigos e quase todos que nos procuram estão oferecendo ajuda”, conta a mãe emocionada. Agora, eles também esperam a solidariedade daqueles que não conhecem a família. Para isso, foi criada uma página no Facebook contando um pouco da história de luta e pedindo doações. Até o fechamento dessa edição, eles ainda precisavam de R$ 237 mil.

Luta contra a doença incentiva adolescente a ajudar pessoas

Danielle Pedrosa vive como qualquer adolescente de 16 anos. Ela é aluna do 2° ano do ensino médio e sempre teve o sonho de entrar na universidade. Lucília Bitar, mãe de Danielle, revela que ela ainda não sabe o que pretende cursar, mas que sempre foi estudiosa e que tem planos para o futuro.

Depois do câncer, ela também passou a ter novas ideias e, junto com a mãe, pretende voltar dos Estados Unidos e se dedicar a trabalhos sociais. Além disso, Danielle é muito religiosa e pretende atuar diretamente na igreja em que frequenta, no bairro Belvedere, na região Centro-Sul da capital. “Neste ano, ela está focada em ajudar as pessoas, seja quem for. Queremos ir aos hospitais, ser voluntárias, ajudar o próximo para recompensar tudo o que fizeram por nós”, diz Lucília.

Lema. Os familiares têm muita esperança, e a frase que marca essa etapa é “Já deu tudo certo”, lema criado pelos parentes da jovem.

Informações bancárias
Banco Itaú
Agência 4875
Conta poupança 13944-8/500
Danielle de Oliveira Pedrosa
CPF 135.988.556-05

Fonte: otempo.com.br