Jeff Bezos fez história com voo de 10 minutos ao espaço 

O foguete decolou do Texas por volta das 9h12, tendo aterrissado cerca de dez minutos depois

 

O homem mais rico do mundo, fundador da Amazon, Jeff Bezos, decolou nesta terça-feira, às 9h12 para sua primeira viagem espacial, que durou 10 minutos. Ele esteve a bordo de uma nave construída por sua própria empresa, “Blue Origin”, voltada ao setor aeroespacial 

 

Da Redação 

Jeff Bezos, o milionário fundador da Amazon fez história ao realizar nesta terça-feira, pela primeira vez, a viagem ao espaço, a bordo do foguete de sua empresa “Blue Origin”. Na sua companhia viajaram Mark Bezos – irmão do magnata –, o jovem holandês Oliver Daemen, de 18 anos, e a ex-piloto norte-americana Wally Funk, de 82 anos. Foi uma festa após voltarem a aterrissar no Texas.

 

Bezos comemorou a grande façanha – O voo da “Blue Origin”, empresa do setor aeroespacial, fundada em 2000 por Bezos, decolou do Texas por volta das 9h12, tendo aterrissado cerca de dez minutos depois, após ter estado a mais de 100 km de altitude. Foi uma viagem história ao espaço, com duração de 10 minutos. 

O primeiro voo tripulado da “Blue Origin” ocorre no dia em que se completam 52 anos sobre a chegada dos americanos, e dos dois primeiros humanos, à superfície da Lua. 

 

Tripulação recebeu cumprimentos – Wally Funk, ex-piloto norte-americana, concretizou o sonho de ir ao espaço depois de na década de 60 ter sido rejeitada para o programa de astronautas por ser mulher. 

Já o jovem Oliver Daemen, cujo pai multimilionário cedeu-lhe o lugar na viagem, depois da desistência de outro candidato, que pagou 23,7 milhões de dólares pelo bilhete leiloado, é fascinado pelo espaço, Lua e foguetes desde os quatro anos e tem uma licença de piloto privado. 

O foguete “New Shepard” alcançou uma altitude de 106 quilômetros, acelerando em direção ao espaço a uma velocidade três vezes superior à do som. 

A primeira viagem turística espacial da “Blue Origin” sucede em pouco tempo à também inaugural da “Virgin Gallactic”, onde seguiu o e multimilionário britânico, Richard Branson.