“Investir USA PRO” abre oportunidades de negócios

“Investir USA PRO” abre oportunidades de negócios

Profissionais do mercado imobiliário se reuniram em Orlando em evento promovido pela “AboutGlobal” que prepara corretores da América do Sul, especialmente do Brasil, para fazer negócios nos EUA

Foto3

O “Investir USA PRO”, que abre oportunidades para profissionais do mercado imobiliário internacional de fazer negócios nos Estados Unidos, aconteceu entre os dias dois a seis de novembro em Orlando, reunindo empresários e convidados. Promovido pela renomada “AboutGlobal”, empresa de Relações Públicas & Multimídia, presidida por Justine Assal, o evento foca na preparação de corretores da América do Sul, especialmente do Brasil. O “Jornal Nossa Gente” acompanhou o encontro, oportunidade em que conversou com a empresária Justine, que falou do sucesso do “Investir” que se tornou referência entre os especialistas que atuam na área.

Jornal Nossa Gente – Justine, parabéns por ter reunido 86 profissionais internacionais do mercado imobiliário. Como surgiu a ideia que hoje é uma referência?
Justine Assal – Há sete anos organizamos feiras de investimentos na América Latina. O ´Investir USA Expo´ se tornou no Brasil uma referência entre profissionais da área que desejam saber mais sobre o mercado imobiliário americano, assim como fazer parcerias para oferecer produtos dos EUA aos seus clientes no Brasil. Além de construtoras e profissionais da área de investimentos e imigração, levamos experts em diversos assuntos para dois dias de palestras educativas sobre os vários temas que envolve o processo de compra de imóveis e investimentos nos EUA. Devido à sede de informação e a vontade que estes profissionais apresentam de se especializar neste nicho de mercado, decidimos oferecer esta experiência e trazê-los para conhecer pessoalmente o processo que já vínhamos ensinando no Brasil.

Foto1

JNG – Você pode explicar quais são os objetivos do evento Investir USA PRO?
JA – O objetivo do ´InvestirUSA Professional Edition´ é mais que ensinar o profissional de outros países como vender imóveis nos EUA, é oferecer uma experiência única sobre o que é Orlando. Entender Orlando é visitar o complexo hospitalar de Lake Nona, um dos maiores centros de reabilitação de veteranos de guerra no mundo, é ver a construção do estádio do Orlando City, é entender a magnitude do nosso centro de simulação de voo e a significância disso não só para economia local, mas para todo o país. É ver para crer. Ao final dos dois dias de tour educacional, este profissional vai estar muito melhor capacitado para falar da nossa cidade como alguém que, de fato, conhece e vivenciou esta experiência.

JNG – Quais países que foram representados por profissionais do mercado imobiliário?
JA – 80% dos nossos visitantes foram brasileiros, mas também tivemos visitantes da Colômbia, Peru e Venezuela.

JNG – O que ganha o investidor estrangeiro após esse “treinamento em massa”?
JA – Um bom vendedor conhece seu produto. Os corretores que obtiveram esta experiência podem, de fato, dizer que conhecem Orlando e servirão como testemunha do potencial desta cidade que está muito além do que o mundo reconhece como “terra do Mickey Mouse”.

Foto2

JNG – Qual é a sua visão sobre o cenário brasileiro frente ao mercado americano imobiliário?
JA – O romance entre o brasileiro e o mercado imobiliário americano é de longa data. Acho que a instabilidade política e econômica do Brasil, na verdade, tem estimulado o investidor brasileiro a investir internacionalmente como uma forma de proteção patrimonial. Com todos os avanços de Orlando em diversas indústrias, como citei, não consigo pensar em um local que oferece um melhor prospecto de lucratividade que Orlando.

JNG – Porque você acha que este é um bom momento para corretores imobiliários fazerem negócios em Orlando FL? 
JA – A hora é agora. Indicadores de mercado apontam Orlando como a cidade do futuro. Empresas como KPMG e Fdi apontam Orlando como a cidade #1 em termos de crescimento de empregos e #2 em termos de competitividade de negócios. Se colocar em perspectiva o valor do metro quadrado em Orlando e Miami, por exemplo, é fácil decidir onde investir.

JNG – Para os corretores do mercado imobiliário, que recém ingressaram na carreira e também para os profissionais que ficam baseados no Brasil, porém estão interessados em fazer negócios nos EUA, poderia, por favor, citar algumas áreas de Orlando que estão em ascensão? 
JA – Tudo depende do que o investidor está procurando. Em termos de rápida valorização imobiliária e crescimento, Lake Nona é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores lugares para se investir. No entanto, projetos que já estão em andamento transformarão downtown Orlando e outras áreas ainda subdesenvolvidas.

Foto4

JNG – Você tem algum comentário especial após a vitória do Donald Trump? Qual a sua visão sobre as tendências para o mercado imobiliário após essa importante decisão na presidência dos EUA.
JA – Nos últimos oito anos progredimos bastante, não só no que diz respeito a política diplomática, mas também em amenizar a imagem imperialista e exploratória dos EUA sob a lente do mundo. Embora eu não creia que Trump tomará medidas legais que influenciarão a entrada de investimentos estrangeiros, até porque sua plataforma política é baseada na proposta econômica lassez-faire , eu sinto que a vitória de Trump pode fazer dos EUA um país menos hospitaleiro e consequentemente menos desejado por investidores ao redor do mundo.