Investidores parados enquanto compradores do primeiro imóvel beneficiam-se

Investidores parados enquanto compradores do primeiro imóvel beneficiam-se

Investidores imobiliários baseiam o valor da compra de seu imóvel em futuras expectativas, mas a pandemia criou confusão no mercado imobiliário. Como resultado, os compradores do primeiro imóvel encontram menos concorrência dos investidores para essa compra.

Chicago – A diversificação de compradores de imóveis mudou desde o começo da pandemia. O número de investidores está diminuindo e o número de compradores do primeiro imóvel está aumentando. Esses compradores não precisam vender o imóvel atual para poder comprar outro; atualmente, muitos deles valorizam ser proprietários de seus imóveis após semanas de isolamento.
Em abril de 2020, a quantidade desses compradores cresceu 36%, um aumento anual de 32%, de acordo com a Associação Nacional de Realtors (NAR) – abril 2020 Pesquisa de Índice de Confiança.

Proprietários estão sofrendo menos competição de investidores e também se beneficiando de juros muito baixos em seus empréstimos, diz Scholastica Gay Cororaton, um pesquisador da NAR em seu blog. Com menos investidores no mercado, compras à vista caíram 15% nas propriedades à venda em abril, uma queda de 20% quando comparada há um ano.

Juros baixos batendo recorde também incentivam o comprador de seu primeiro imóvel. Uma média do valor mensal de pagamento no empréstimo do imóvel e em uma compra com preço em torno de $286,800 com 10% de entrada e empréstimo fixo de 30 anos geram um valor em torno de $1131.00 (somente $90.00 a mais do que um aluguel de $1041 no primeiro trimestre de 2020).

Enquanto os compradores de imóveis estão com toda forca, investidores estão parados. Aqueles que pensam em comprar uma casa para alugar, ou comprar e arrumar para depois alugar, encontram um risco financeiro maior associado a inquilinos devido à pandemia do Covid-19. Cororaton acredita que investidores não querem comprar imóveis com o mesmo entusiasmo que tiveram quando aconteceu a grande recessão, que permitiu aos bancos retomarem muitas casas.

Nesta crise de saúde e economia, as propriedades não estão sendo retomadas pelos bancos, diz Cororaton (também porque os preços dos imóveis mantêm-se firmes).

Fonte: 5 Housing Market Trends as of April 2020, National Association of Realtors Economists Outlook blog (May 22, 2020).

Observação: Apesar de esta informação ser na área de Chicago, este cenário também ocorre na Flórida, onde os preços continuam firmes, os investidores estão aguardando e os juros estão historicamente baixos. Sendo assim, um momento excepcional para a compra de seu imóvel.