Impasse político afeta trabalho contábil e fiscal de brasileiros

Impasse político afeta trabalho contábil e fiscal de brasileiros

A paralisação parcial dos EUA no embate político entre o presidente Donald Trump e o Congresso afeta o trabalho contábil e fiscal de brasileiros, informa o escritório de contabilidade Larson Accouting Group, gerando perdas financeiras

Edição de janeiro/2019 – p. 04

Impasse político afeta trabalho contábil e fiscal de brasileiros

A paralisação parcial dos EUA – o “shutdown” -, que afeta 800 mil trabalhadores federais entra na quarta semana, e as negociações entre o presidente Donald Trump e o Congresso americano quanto à liberação de recursos para a construção do muro na fronteira com o México – US$5 bilhões – inabilita parcialmente as atividades fiscais e contábeis do país, desde 22 de dezembro. O maior escritório de contabilidade da Flórida Central, o “Larson Accouting Group”, que atende 90% de clientes brasileiros, já está sentindo o impacto em suas atividades, e fala de perdas financeiras.
“Estamos impedidos de solicitar a emissão de ITINs – Individual Taxpayer Identification Number – que é o correspondente ao CPF brasileiro, pagar tributos federais, elaborar impostos de renda de pessoa física, jurídica e de corporações, entre outras atividades”, explica a diretora do Larson Accouting Group, Carol Larson. Ela completa que o impeditivo na elaboração de impostos é ainda maior, já que o governo de Donald Trump ainda está atualizando os formulários. “Os documentos fiscais serão refeitos e não sabemos quais mudanças e de que forma isso impactará nas atividades contábeis”, afirma Carol Larson.

O “Larson Accouting Group” ainda não mensurou as perdas financeiras por conta do impasse entre o governo norte americano e o Congresso, mas, certamente, isso irá gerar um acréscimo de horas extras para os funcionários que terão menos tempo para o preenchimento dos formulários. Nos EUA, o imposto de renda da pessoa jurídica (Limited Liability Company – LLC) tem que ser entregue até 15 de março, já a entrega da pessoa física é até 15 de abril, assim como o das corporações.

O Internal Revenue Service – IRS, que faz parte do “Departamento do Tesouro” dos EUA, é o responsável pelo recebimento e processamento das declarações de imposto de renda, assim como a Receita Federal no Brasil. “O IRS permite solicitar extensões de prazos por até seis meses para prorrogar a entrega e o pagamento, mas os juros são bastante altos. Mas este serviço também não está funcionando com o impasse político”, conta a diretora do Larson Accouting Group.