Homem iça bandeira da Ku Klux Klan na entrada de casa na Flórida

Homem iça bandeira da Ku Klux Klan na entrada de casa na Flórida

Boca Raton | Foto: Wiki Commons
Boca Raton | Foto: Wiki Commons

Um morador de Boca Raton, no litoral sudeste da Flórida, içou uma bandeira com a sigla da Ku Klux Klan (KKK), grupo racista que defende a supremacia branca, na entrada de sua casa, onde também pendurou uma forca, informou nesta quarta-feira (05/02) a imprensa local.

O homem, que se identificou à imprensa apenas como Mr. Hayes, disse ao canal “Local 10” que tem direito de exibir a bandeira que quiser em sua casa e que está disposto a aceitar membros em seu grupo, após a resposta positiva que recebeu.

“As famílias brancas têm menos filhos porque o pai e a mãe trabalham, e há casamentos interraciais e homossexuais, portanto há cada vez menos filhos brancos”, disse o homem ao canal de TV.

Junto à bandeira, na qual se lê a sigla “KKK”, o americano também exibe uma bandeira confederada. Um cartaz na casa diz: “Members wanted” (Procuram-se membros) e, ao lado, há uma forca pendurada.

Apesar do laço de corda em frente ao jardim, Hayes diz que não aprova a violência. “Não saímos por aí cometendo crimes de ódio (…) nem batendo em ‘maricas’ ou negros ou queimando cruzes”, disse.

As demonstrações de racismo alarmaram vários vizinhos, que veem com temor e repugnância manifestações do tipo.

Hayes contestou as críticas alegando suposta liberdade de expressão: “Todo o mundo tem o direito de fazer o que quiser. Este país é isso… liberdade de expressão”.

A Ku Klux Klan teve forte atuação nos Estados Unidos nos anos 20 e 30 disseminando o ódio aos negros e o antissemitismo.

Fonte: epocanegocios.globo.com