Grupo do ITA vai aos EUA para participar de competição de foguetes

Grupo do ITA vai aos EUA para participar de competição de foguetes

Alunos do ITA vão aos Estados Unidos participar de competição de foguetes (Foto: Luiz Gustavo Muniz do Nascimento/Arquivo Pessoal)
Alunos do ITA vão aos Estados Unidos participar de competição de foguetes (Foto: Luiz Gustavo Muniz do Nascimento/Arquivo Pessoal)

O equipamento deve alcançar três quilômetros de altitude e descer intacto.
Eles tentam o primeiro lugar no campeonato mundial que começa dia 20.

Um grupo de 20 alunos do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), de São José dos Campos (SP), embarca nesta quarta-feira (13) para os Estados Unidos a fim de participar de uma competição sobre projetos de foguetes de sondagem.

O campeonato vai avaliar o trabalho que os alunos tiveram no último ano para projetar e construir um foguete que alcance uma altitude de três quilômetros e caia no chão intacto após o voo.  Os alunos vão concorrer na categoria considerada básica. Além dela, existe a categoria avançada que exige que os foguetes atinjam 7,5 quilômetros de altitude.

O campeonato, denominado Rocket Design (Projeto de Foguete, em inglês) será realizado na cidade de Green River, em Utah, nos dias 20 e 22 de junho. “Temos que ir antes para construir o foguete e preparar o combustível”, disse ao G1 um dos alunos envolvidos no projeto, Luiz Gustavo Muniz do Nascimento.

Segundo ele, o prêmio para o grupo vencedor é de cerca de U$ 500 (cerca de R$ 1.000). “Com todo o projeto e viagem esse programa custou cerca de R$ 50 mil. Fazemos pelo aprendizado porque esse projeto consome toda a nossa hora livre”, disse. Além do ITA, patrocinadores contribuem com o custo do programa.

Essa é a terceira vez que os alunos do ITA concorrem no campeonato que está em sua oitava edição. Nos dois anos anteriores, a equipe do ITA conquistou o terceiro lugar geral e obteve a melhor pontuação de projeto da categoria básica.

Ao todo, serão 23 equipes de cinco países concorrendo. Ganha quem alcançar a maior pontuação, que é dada por mérito de projeto, apresentação, organização e lançamento entre outros fatores técnicos. “Queremos o primeiro lugar”, disse Luiz. O retorno dos EUA está previsto para ocorrer no dia 24 de junho.

Fonte: g1.globo.com