Governo da Venezuela diz ter provas de ingerência dos Estados Unidos

Governo da Venezuela diz ter provas de ingerência dos Estados Unidos

Foto: LEO RAMIREZ/AFP
Foto: LEO RAMIREZ/AFP

A vice-ministra da Venezuela para América do Norte, Claudia Salerno, afirmou que existem “provas contundentes de ingerência do governo norte-americano na atual situação do país, em que os cidadãos enfrentam, há vários dias, episódios de distúrbios urbanos.

Segundo a vice-ministra, a intromissão dos Estados Unidos na Venezuela segue “uma velha receita, de longa data, que se conhece como golpe suave”. Por esta receita, tenta-se criar uma situação de intranquilidade no país, acrescentou Claudia, em entrevista à Telam.

Para Claudia, está claro que, desde 2005, pequenos setores da juventude venezuelana têm recebido “apoio progressivo” dos americanos. Ela explicou que se trata de apoio econômico a distintas organizações que são usadas “para esconder realmente o que há por trás dessa arquitetura montada para debilitar o governo venezuelano. Na mesma linha, ela informou que estão em curso investigações para revelar em que foi usado esse apoio econômico e ressaltou que as organizações que o recebem também trabalham com “formação ideológica”.

Sobre a revogação dos correspondentes de rede americana CNN, acusados pelo presidente Maduro de “justificar uma guerra civil para provocar a intervenção do Exército”, Claudia Salerno informou que “foi aberta uma investigação administrativa para ver se eles desrespeitaram as leis venezuelanas” que proíbem a chamada “propaganda de guerra”. Além disso, a vice-ministra disse que não recebeu qualquer queixa dos Estados Unidos pela situação do “canal privado”.

Fonte: opovo.com.br