Flórida ganha parque temático voltado para armas de fogo

Flórida ganha parque temático voltado para armas de fogo

Visitantes podem atirar com metralhadoras, revólveres e rifles. Alvos têm imagens de Osama Bin Laden, vampiros e vilões célebres.

O parque temático Machine Gun America, onde visitantes podem atirar com armas de fogo (Foto: Machine Gun America/Divulgação)
O parque temático Machine Gun America, onde visitantes podem atirar com armas de fogo (Foto: Machine Gun America/Divulgação)

Sede de atrações famosas como a Disney World, o Universal Studios e Busch Gardens, a Flóridaganhou um novo parque temático. Só que, em vez de Mickey, Harry Potter e montanhas-russas, o foco do recém-inaugurado Machine Gun America são as armas de fogo.

Localizado em Kissimmee, ao lado de Orlando, o parque pretende proporcionar aos turistas “uma forma empolgante de experimentar armas de fogo de forma segura”.

Entre as atrações, há simuladores de treinamento militar e pistas de tiro com temas variados: de 007 a Faroeste, passando por matança de zumbis.

O visitante pode ainda se sentir “um herói patriota” atirando com armas de fogo usadas por militares em campos de batalha. Outra experiência, chamada “automatic divas”, tem a intenção de despertar o lado “mulher fatal” das visitantes do sexo feminino.

Metralhadoras, rifles, pistolas e revólveres são algumas armas disponíveis nas experiências. Os alvos incluem desenhos de vampiros e fotos de vilões célebres de filmes e do terrorista Osama Bin Laden.

O parque pode ser frequentado por quem nunca disparou na vida, mas é vetado para menores de 13 anos e não permite consumir bebidas alcóolicas em seu interior. Também não é permitido levar a própria arma de fogo, avisa o site.

Os visitantes não podem, ainda, entrar sozinhos nas atrações e precisam passar por um sistema especial com duas portas trancadas antes de acessar cada uma delas. É obrigatório o uso de proteções para os olhos e os ouvidos.

“Há medidas de segurança em todas as fases. Cada visitante é acompanhado por um oficial certificado, que supervisiona de perto na hora do disparo. É ele que decide se a pessoa vai atirar com armas automáticas ou semiautomáticas”, disse ao G1 Wes Doss, diretor de segurança e treinamento do parque.

Segundo ele, a atração foca tanto no público doméstico quanto nos estrangeiros, e o Brasil é uma das principais apostas. “Os brasileiros amam a Flórida, particularmente a área de Orlando. Estamos confiantes que o Brasil será um importante mercado para o parque”, afirma.

Fonte: g1.globo.com