Falcão defende Tite: ‘O Corinthians não pode jogar o trabalho dele fora’

Falcão defende Tite: ‘O Corinthians não pode jogar o trabalho dele fora’

Convidado do Bem, Amigo!, o treinador acredita que a diretoria do Timão acerta em manter o técnico no comando apesar do cenário de crise: ‘É fácil reverter este cenário’ 

tite_corinthians_rodrigococaae.jpg_95A goleada por 4 a 0 sofrida pelo Corinthians diante da Portuguesa, no último domingo, deixou o técnico Tite em uma situação delicada. O comandante alvinegro foi blindado pelos jogadores e sequer deu a tradicional coletiva após a partida. O cenário é de crise, com o Timão cada vez mais perto da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro – é o 13º, com 31 pontos. No entanto, para o treinador e ídolo do Inter Paulo Roberto Falcão, o clube do Parque São Jorge não pode abrir mão de seu técnico.

– Sem nenhuma dúvida o Tite tem de continuar. Não dá para o Corinthians jogar fora o trabalho dele, porque teve uma dificuldade este ano. É normal, quando o time faz um grande ano, cair de produção no seguinte. Acompanho os jogos e vejo o Corinthians com consistência. O time perdeu jogos que não merecia. O Corinthians tem de pensar em terminar bem o campeonato e remontar o time para o ano que vem. O Corinthians tem muita história, muita torcida. É fácil reverter esse quadro para o ano que vem – disse Falcão.

Outro convidado do “Bem, Amigos”, o volante Nilton conhece bem o cenário de crise no Corinthians. O cruzeirense estava no Timão durante a campanha que resultou no rebaixamento para a Série B, em 2007. O jogador também defende o técnico Tite.

– Ninguém esperava que o Corinthians fosse para a segunda divisão em 2007. É a mesma coisa agora. Com esse projeto atual, o Corinthians representa muito no futebol mundial, pelos títulos importantes que conquistou. Não é fácil trabalhar com estrelas como Pato, Guerrero e Emerson. Às vezes, o time pode ter jogadores com nome, mas não encaixa, não tem sintonia. O Corinthians ainda pode engrenar, mesmo com dificuldades. O pessoal diz que o Tite pode sair, mas o Corinthians faz certo em segurar. É uma sequência que não crucifica o que ele já fez pelo Corinthians – disse Nilton.