EUA vão autorizar a entrada de brasileiros vacinados a partir de novembro

A partir de novembro, turistas brasileiros poderão embarcar para os EUA, diz a Casa Branca

 

 

A informação da Casa Branca permitindo a entrada de turistas estrangeiros – totalmente vacinados –, a partir de novembro, foi recebida com entusiasmo por turistas e agentes de viagens do Brasil. Marianna Silva, da “RGE Tours”, falou com o “Nossa Gente”, direto de Las Vegas, onde acontece a Convenção de Turismo, com o alerta: “Temos que arrumar a casa para receber o mercado internacional”

 

Da Redação

A Casa Branca confirmou que os EUA vão liberar a entrada de brasileiros no país, totalmente vacinados, a partir do mês de novembro. Com isso, será descartado o período de quarentena no México, exceto em casos excepcionais. Portanto, será liberada a entrada de viajantes estrangeiros de países que estavam na lista de barrados pelos EUA desde o início de 2020, disse o coordenador da Casa Branca, Jeff Zients.

 

Marianna Silva, da “RGE Tours”, que está na Convenção de Turismo em Las Vegas, falou com o “Nossa Gente”, externando otimismo dessa decisão da Casa Branca, recebida com entusiasmo pelos agentes de turismo. Ela disse que a preocupação, a partir de agora, é com o preparo de cidades turísticas e os serviços em geral para receber bem o contingente de visitantes brasileiros.

“É muito importante agora, que haja melhora no atendimento dos aeroportos, hotelaria e serviços em geral, para que a gente possa receber um boom do mercado. A expectativa é um grande boom de viagens. Temos que arrumar a casa para receber o mercado internacional. Também precisamos estar em contato com as companhias aéreas, reativando os voos e voltando com as rotas”, alerta Marianna.

“Outro ponto essencial são os Consulados nos países que exigem o visto, como o Brasil, porque, infelizmente, são dois milhões de vistos expirados, e isso reflete cerca de oito milhões de pessoas. Se você tem um filho, por exemplo, que o visto expirou, a família de quatro pessoas não vai viajar. Na realidade, é o impacto de oito milhões de pessoas possíveis que normalmente viajam e têm visto, mas que agora estão expirados. É necessário que os Consulados emitam vistos para a retomada de viagens”

 

Trabalho de Marianna em Vegas – “Os serviços em geral das cidades picos de turismo ainda estão muito falhos, mas tudo vai se acertar – arrumar a casa. A expectativa é excelente e está todo mundo superanimado com a retomada das viagens que, certamente, irão alavancar o turismo nos Estados Unidos”.

Quanto a Convenção de Turismo que está acontecendo em Las Vegas, disse Marianna que, “estamos com uma delegação do Brasil, formada por profissionais de impacto, com mais de trinta pessoas de mídia do Brasil aqui. Têm também operadores de peso, todos muito empenhados.”

 

Restrições e metas

As restrições dos EUA foram inicialmente impostas a viajantes vindos da China em janeiro de 2020 pelo então presidente Donald Trump e posteriormente ampliadas para outros países nos meses seguintes, sem uma métrica clara sobre como e quando revogá-las.

Atualmente, os EUA impedem a entrada da maioria dos estrangeiros que nos 14 dias anteriores tenham passado pelo Reino Unido, pelos países europeus do espaço Schengen, de Irlanda, China, Índia, África do Sul, Irã e Brasil.

Haverá algumas exceções à política sobre vacinas, disseram autoridades, incluindo para crianças que ainda não são elegíveis para vacinação. As novas regras ainda não se aplicam a viajantes que cruzam as fronteiras terrestres com o Canadá e o México.

As companhias aéreas que têm feito intensa campanha junto à Casa Branca por meses pela revogação das restrições, agora já se preparam para a volta dos turistas estrangeiros, a partir de novembro. É a retomada do turismo em grande escala.

 

Serviço

Atenção, os melhores pacotes de viagem para os EUA você encontra no Guia de Orlando Viagens.

Compre direto nos EUA. Clique aqui para acessar.