EUA retomam deportações imediatas de imigrantes sem qualificações no país 

O processo de deportação imediata foi retomado pelos EUA por imigrantes sem qualificações

 

As deportações rápidas de imigrantes que não se qualificam para permanecer legalmente nos EUA vêm acontecendo com frequência. Famílias estão sendo mandadas de volta para Guatemala, El Salvador e Honduras, detalhou a Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) 

 

Da Redação 

O governo dos EUA retomou as deportações rápidas de imigrantes que não se qualificam para permanecer legalmente no país, e várias famílias foram repatriadas por meio de voos para a América Central, informou a Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP). 

Famílias detidas pelo CBP foram transferidas por meio das operações aéreas do Serviço de Controle de Imigração e Alfândega (ICE) dos EUA para seus países de origem, Guatemala, El Salvador e Honduras, na última sexta-feira, detalhou a agência. 

O CBP disse em um comunicado que o asilo e outras vias de imigração legal devem estar prontamente disponíveis para os necessitados, e que a administração do presidente Joe Biden está empenhada em considerar os pedidos de asilo de forma justa e eficiente. 

Mas “quem não buscar proteção ou não se qualificar será devolvido imediatamente ao seu país de origem”, alertou. 

Seguindo essa abordagem, o Departamento de Segurança Interna a retomou os voos acelerados de remoção para algumas famílias que chegaram recentemente à fronteira sul. 

Ele explicou que o processo de remoção acelerado é um meio legal para administrar a fronteira com segurança e um passo em direção ao objetivo mais amplo de alcançar um processamento de imigração seguro e ordenado. 

“A administração Biden-Harris está trabalhando para gerenciar uma migração segura, ordenada e humana na América do Norte e Central, incluindo a expansão das vias legais para os Estados Unidos. O DHS recentemente expandiu o programa para menores da América Central e disponibilizou 6.000 vistos H-2B para os centro-americanos ”, listou.

Ele alertou as pessoas que a migração irregular para os Estados Unidos é perigosa e pode ter consequências de imigração de longo prazo. “A viagem é especialmente perigosa para famílias e crianças, incluindo adolescentes.”