EUA deve enviar vice-presidente para posse de Dilma

EUA deve enviar vice-presidente para posse de Dilma

Foto: Wikimedia
Foto: Wikimedia

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deve vir para o Brasil para a posse da presidente Dilma Rousseff no dia 1º de janeiro, em Brasília, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo. A última vez que um vice-presidente participou do ato no Brasil foi em 1990, quando Dan Quayle acompanhou a posse de Fernando Collor de Mello, que marcava a transição para o regimento democrático no país.

O gesto dos EUA em enviar Biden para o Brasil é uma forma de se reaproximar do governo brasileiro, depois que a relação entre os países ficou estremecida pela revelação da espionagem no ano passado. Normalmente, os EUA enviam funcionários menos graduados, mas Dilma também foi prestigiada na posse do seu primeiro mandato com a presença da secretário de Estado, Hillary Clinton.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não teve a mesma honra. Em 2003, o governo norte-americano mandou Robert Zoellick, então representante comercial dos EUA. Um ano antes, Lula tinha chamado ele de “sub do sub do sub”, após Zoellick comentar a adesão do Brasil para a Área de Livre Comércio das Américanas (Alca).

Biden já esteve duas vezes no Brasil e ligou para Dilma após a reeleição renovando o convite para ela fazer uma visita de Estado a Washington. Esse compromisso deveria ter acontecido em outubro de 2013, mas a presidente brasileira cancelou após as denúncias de espionagem de seu telefone e e-mail.

Fonte: atarde.uol.com.br