Estresse: tem jeito de melhorar?

Estresse: tem jeito de melhorar?

voltar

NOV/2014 – pág. 70

O que é o estresse? Ele é necessariamente ruim?

sua_saude_elaine_estresseO estresse é uma reação às pressões excessivas ou a outros tipos de demanda que o indivíduo se impõe ou que a vida coloca sobre ele. Essas pressões podem vir de muitas fontes diferentes e, quando o seu efeito combinado é excessivo, o estresse ocorre. Isso significa que ele não é bom para você. É um estado doentio do corpo, da mente ou de ambos.A conhecida reação de “fuga ou luta” de um fator estressante é a resposta a um desafio percebido e não é necessariamente ruim para o indivíduo. Pode até ser favorável para alertar sobre possíveis ameaças e preparar para a tomada de decisões importantes.No entanto, permanecer neste estado por tempo prolongado significa que reações químicas estão ocorrendo continuamente no organismo e o resultado pode ser diversas doenças como, por exemplo, a formação de tumores malignos. Esse é o estresse que faz mal às pessoas.

O que fazer para aliviar o estresse?

1. Aprenda a gerir o seu tempo de forma mais eficaz
Gastamos muito tempo fazendo tarefas sem importância, especialmente quando estamos estressados, por isso priorize no seu dia os trabalhos mais relevantes. Aqueles que podem esperar permitem que você tenha tempo para fazer outras atividades menos desgastantes. Além disso, é válido não adiar as tarefas desagradáveis. Procure fazê-las primeiro, quando você está mais descansado. Abandonar o que precisa ser feito provoca grande dose de estresse.

2. Adote um estilo de vida saudável
Dieta saudável, exercícios físicos regulares, sono adequado e descanso do corpo aumentam a capacidade de lidar com o estresse que possa vir a ocorrer. Se qualquer uma dessas áreas não está funcionando bem na sua vida, este pode ser um sinal de alerta. Não ignore, peça ajuda.

3. Conheça os seus limites e não exagere
Causamos a nós mesmos um grande estresse, porque gostamos que as pessoas nos aprovem e não queremos decepcioná-las. Assim, acabamos por fazer mais do que deveríamos. Aprenda a delegar eficazmente e ser assertivo para que você possa dizer “não” sem culpa, quando for necessário, sem prejudicar ou ofender outras pessoas.

4. Saiba o que lhe causa tensão
Dedique tempo para descobrir o que está preocupando-o e tente mudar seus pensamentos e comportamentos para reduzir o mal-estar. A avaliação do estresse pode ajudar a compreender as causas, as implicações desses sentimentos para a sua saúde e como gerenciar, lidar e fazer as alterações necessárias para alcançar uma vida mais plena e tranquila.

5. Evite conflitos desnecessários
O excesso de argumentação realmente vale o seu esforço? Não brigue com pessoas queridas. Não vale a pena. Procure uma solução positiva para ambas as partes envolvidas em uma discussão. O meio termo pode ajudar. Muitas vezes, abrir mão em determinadas situações de vida é o melhor a fazer. Saiba qual é a causa real do problema e aprenda a lidar com isso.

6. Aceite as coisas que você não pode mudar
Mudar uma situação difícil nem sempre é possível. Se este for o caso, reconheça e aceite as coisas como elas são. Concentre-se naquilo que pode ser modificado, empenhe-se no seu melhor e aceite suas falhas.

7. Tire um tempo para relaxar e recarregar as baterias
Um intervalo de uns 10 dias consecutivos por ano é recomendado para descansar e executar seu trabalho de maneira mais eficaz quando retornar. Mesmo uma curta pausa de 10 ou 15 minutos no meio da jornada de trabalho ajuda a relaxar e a concentrar melhor no que você está fazendo.

8. Encontre tempo para sair com os amigos
Amigos podem nos ajudar a ver as coisas de maneira diferente. As atividades que fazemos com eles nos ajudam a dar boas risadas e mudar o estado mental. Rir estimula o sistema imunológico que fica enfraquecido durante o estresse.Se ficar estressado, procure se envolver em alguma atividade física. Ela libera substâncias químicas no seu corpo que amenizam o estresse. Práticas de relaxamento, exercícios de respiração, massagens e uma variedade de terapias complementares ajudam a reequilibrar o corpo.

9. Tente ver as coisas de forma diferente, desenvolva um estilo de pensamento positivo
Se algo está incomodando, fale sobre o seu problema com alguém antes que ele alcance proporções inaceitáveis. Muitas vezes, uma conversa com um amigo ou um familiar ajuda a ver as coisas de uma perspectiva diferente e menos estressante. Considere também procurar a ajuda de um profissional experiente, a fim de alcançar o resultado desejado e evitar problemas de saúde. Umpsicólogo, psicoterapeuta oupsiquiatra pode auxiliá-lo bastante nestes momentos.

10. Evite o álcool, a nicotina e a cafeína como mecanismos de enfrentamento do estresse
No longo prazo, esses mecanismos de enfrentamento das questões complexas de que todos nós precisamos resolver na vida só fazem aumentar o problema ou criar outro. A cafeína e a nicotina são estimulantes. O corpo reage a elas com o aumento da resposta ao estresse ou até mesmo causando ansiedade. O álcool é uma substância química depressiva! Todos eles não são uma boa opção, mesmo que a princípio pareçam causar alívio.

Aqui estão quatro técnicas simples para o melhor gerenciamento do estresse que todos nós experimentamos no nosso dia a dia: discurso positivo, escapes de emergência, encontro do prazer e relaxamento diário:

Discurso positivo

Aprender a usar palavras positivas é uma maneira de lidar com o estresse. Nós todos devíamos falar para nós mesmos, em voz alta, palavras positivas como: “Eu posso fazer isso” ou “As coisas vão funcionar”, ao invés de usar um discurso negativo. Tente mudar a forma de dizer algumas coisas simples e você notará rapidamente os resultados positivos na sua vida.

Pensamentos negativos aumentam o estresse. Falas positivas ajudam a acalmar e a controlar o que nos desgasta. Com a prática, você pode aprender a transformar os pensamentos negativos em positivos. Por exemplo: para ajudar você a se sentir melhor, pratique o uso de palavras positivas todos os dias – no carro, em sua mesa, antes de ir para a cama ou sempre que notar pensamentos negativos chegando à sua mente.
Alguns exemplos que podem ajudar: “Eu posso pedir ajuda se eu precisar”, “Podemos trabalhar com isso”, “Eu não vou deixar este problema me derrubar”, “As coisas poderiam ser piores”, “Eu sou humano e todos nós cometemos erros”, “Algum dia eu vou rir disso”, “Eu posso lidar com esta situação quando me sentir melhor”.

Escapes de emergência

Há muitas situações de estresse – no trabalho, em casa, na rua e em locais públicos. Podemos sentir o estresse por causa da falta de comunicação, excesso de trabalho e dificuldades cotidianas. Escapes deemergência podem ajudá-lo. São eles: conte até 10 antes de falar impulsivamente; faça três ou cinco respirações profundas quando notar que está nervoso com alguma situação; tome consciência do que está deixando-o estressado e diga para você mesmo que vai lidar com isso mais tarde, quando estiver de cabeça fria; saia para fazer uma caminhada ao ar livre; não tenha medo de dizer: “Eu sinto muito” se você cometer um erro; deixe o seu relógio de 5 a 10 minutos adiantado para evitar a pressão de estar atrasado; quebre os grandes problemas em partes menores e lide com cada uma delas até conseguir resolver tudo o que queria.

Encontro do prazer

Quando o estresse faz com que você se sinta mal, faça alguma coisa de que goste. Isso é uma forma natural de combater o mal-estar. Encontrar prazer não exige que você faça algo complexo. As coisas simples, como conversar com um amigo, ler um bom livro, assistir a um filme ou dar uma relaxada deitando em uma cama e fechando osolhos, podem ajudar muito. É só você aprender a valorizar a simplicidade da vida. Tente fazer pelo menos uma coisa de que você gosta todos os dias, mesmo se for por apenas 15 minutos. Inicie um projeto de arte (pintura a óleo, desenho, criação de um livro, pintura a dedo, trabalhos manuais) ou aprenda a jogar xadrez, costurar, dançar ou fotografar. Mantenha um hobby que cative a sua atenção. Faça uma massagem relaxante. Leia um livro, um conto, uma revista ou um jornal. Tome um café ou faça uma refeição com seus amigos. Ouça música durante ou depois de praticar um relaxamento. Faça uma lista de tudo que você ainda quer fazer na vida. E comece a praticar todos os dias um pouco. Jogue cartas ou jogos de tabuleiro com a família e os amigos. Cheire uma rosa, abrace uma pessoa querida, sorria para alguém.

Relaxamento diário

O relaxamento é mais do que ficar sentado em sua cadeira favorita assistindo à TV. Para aliviar o estresse, ele deve acalmar a tensão do corpo e da mente. Algumas boas formas de relaxamento são ioga, tai chi chuan (uma série de movimentos lentos e graciosos) e meditação. Como a maioria das habilidades, o relaxamento requer prática. Muitas pessoas participam de aulas para aprender e praticar suas técnicas. A respiração profunda é uma de suas formas que você pode usar a qualquer momento. Sente-se numa posição confortável, com os pés no chão e as mãos em seu colo ou deite. Feche os olhos. Imagine-se em um lugar tranquilo. Segure esta cena em sua mente. Inspire e expire. Concentre-se em respirar lenta e profundamente. Continue a respirar lentamente por 10 minutos ou mais. Tente separar pelo menos de 5 a 10 minutos, todos os dias, para fazer respirações profundas ou outra forma de relaxamento.

http://www.abc.med

Minha dica: as risadas podem aumentar os níveis de endorfina – hormônio que combate o estresse. Por isso, aproveite as ferramentas que tiver para dar aquela gargalhada. Vale assistir a um clássico da comédia ou um bate-papo com um amigo divertido.

Elaine Peleje Vac
elaine@nossagente.net
(Médica no Brasil)
Não tome nenhum medicamento sem prescrição médica.
Consulte sempre o seu médico.