Embrulho ou papelote, cartoccio (denominação italiana) ou wrap

voltar

SET/12 – pág. 64

Existem várias maneiras de apresentar a comida, no entanto, a mais prática e, ao mesmo tempo, não usual é servi-la embrulhada.

Para esse tipo de apresentação, existem limitações dependendo do prato escolhido, mas a tendência é caminharmos para tal praticidade. Quem sabe chegará o tempo em que tudo será reduzido a comprimidos e outras formas rápidas, tais como o embrulho, cartoccio, wrap, papelote. Uma prévia do que seria a vida no futuro.

Mas, voltando aos nossos tempos, a praticidade é aplicada em festas onde não se quer ter a preocupação com pratos, garfos e facas. Especialmente nas festinhas infantis, pois as crianças querem aproveitar – ao máximo – o tempo nas brincadeiras e comer representa enorme perda de tempo.

Pegar um sanduíche embrulhado é muito mais simples do que utilizar talheres! No caso dos salgados, cada vez menores, na categoria dos finger food, os quais são levados à boca de uma só vez, isso já foi pensado. São deliciosos petiscos servidos sem prato, garfo ou faca. Simplifica, barateia o bufê e a maneira de servir, e não deixa de ser uma forma simpática e informal de servir, bem como permitir que as pessoas comam em pé.

Nesse estilo, as receitas vão desde canapés e sticks (palitinhos) até miniaturas de receitas sofisticadas.

Colherzinhas, palitinhos, copinhos entre outros diminutivos, tudo isso é a base para um cardápio montado nesse estilo.

“Outra novidade começa a despontar. Em Amsterdã, na Holanda, o restaurante De Culinaire Werkplaats tornou-se famoso por criar pratos nada convencionais, que combinam comida, design e arte.

Entre suas mais inusitadas criações, está o papel comestível, mistura de sucos extraídos de diferentes frutas e vegetais que formam uma delicada lâmina usada em diversos pratos e também para embrulhar os doces vendidos no local.

Os responsáveis pela ideia são os fundadores do espaço, o designer têxtil Marjolein Wintjes e o chef Eric Meuring, que têm como ambição inspirar as pessoas a desenvolver hábitos mais saudáveis, consumindo mais frutas e vegetais. Assim, a dupla procura sempre criar novas cores, texturas e combinações que despertem a curiosidade dos seus fregueses”.

Finalmente, não custa lembrar que consta no dicionário outro significado que se dá ao ato de embrulhar: o de passar para trás, de fazer confusão com o objetivo de enganar.

Bem, vamos às nossas sugestões.

Receitas:

Cleide Rotondo
cleide@nossagente.net