voltar

OUT/12 – pág. 60

Por falar em atenção, depois de um mês, espero que sua atenção tenha se mantido intensa e dedicada ao assunto que dividimos em nosso último artigo. Vamos continuar de onde paramos e, se sua memória houver apagado o que foi dito, vale a pena, para relembrar, voltar e reler o artigo anterior.

O desenvolvimento da autodisciplina é a ferramenta básica que nos conduz a nosso destino, ao destino que desejamos atingir. Para adquirir a capacidade de utilizar a sintonia fina, a aplicação da disciplina é básica. Só seu desenvolvimento constante e diário poderá capacitar-nos a atingir o nível de percepção necessário ao cumprimento da meta.

Seu foco será aperfeiçoar a atenção. Nossa meta é a ampliação da capacidade pessoal de: ◊perceber o mundo em suas cores reais,

◊ perceber a conexão entre os eventos que ocorrem em sua vida,

◊perceber o nível de sua participação/responsabilidade em seu próprio futuro e

◊ reconhecer as ferramentas que podem ajudar a construir sua vida.

O início do caminho é a parte mais difícil, porque nos acostumamos a não prestar muita atenção ao que se passa a nossa volta. Normalmente, escolhemos a dedo os assuntos pelos quais nos interessamos. Os que se mostram mais atraentes para nós, na maioria das vezes, são os de menor impacto em nossa evolução e crescimento como seres humanos.

Daqueles que podem fazer a completa diferença em nossa vida, poucos são os assuntos que despertam nosso interesse. Porque são sutis, aparentemente desinteressantes, sem graça nenhuma, não prestamos neles qualquer atenção. E por desconhecimento de certas leis da vida, sem querer, ao longo de nossa existência, jogamos fora a grande oportunidade que nos foi concedida de construirmos o destino desejado, ao mesmo tempo em que crescemos como seres humanos.

Aprendendo a concentrar é exatamente o ponto de partida. O poder da concentração absoluta é um de nossos maiores desafios e ao mesmo tempo a qualidade mais necessária quando tratamos de treinar a atenção. Então, o exercício inicial, que vai dar a partida para o aperfeiçoamento de nossa atenção, é o aprendizado da concentração. É importante entender o papel da concentração e tratar o exercício da concentração com a devida importância.

Tudo o que encerra o ato ou atividade de nos concentrarmos em aspectos importantes de nosso dia a dia deverá ter prioridade e ser tratado com seriedade e dedicação. Para tanto, temos que começar identificando quais seriam tais aspectos importantes dentro de nossa escala de valores. E tal exercício irá, provavelmente, desalojar pontos de vista que mantivemos por um longo tempo.

O exercício de determinar quais os aspectos de maior impacto em nosso destino inicia um processo interior com o qual, talvez, nunca tenhamos lidado anteriormente. Por essa razão, é fator da maior importância observar com cuidado antes de chegarmos a conclusões. Devemos ter em mente que, nesse caso, a pesquisa interior irá capturar somente aspectos de real importância.

Antes de decidir sobre o que é da maior importância em sua vida, considere bastante se assuntos que não dizem respeito a sua vida serão incluídos nessa lista ou não. Para começar, se o assunto não lhe diz respeito, pode ficar de fora de seu exercício de concentração.

(continua no próximo artigo)