Eficiência dos testes da vacina contra Covid-19 impulsiona expectativa, mas concorre com segunda onda  

Os resultados eficientes dos testes da vacina contra Covid-19 traz esperança à população

 

Na avaliação de Walter Roque Gonçalves, professor ABS/FGV, a chegada da vacina nos EUA e Europa em dezembro e para o Brasil no primeiro trimestre de 2021, traz esperança, mas concorre com a segunda onda da Covid-19 por todo o mundo

 

Artigo – Walter Roque Gonçalves

A grande expectativa no momento é a vacina contra a Covid-19. O entusiasmo aumentou com a notícia de que grandes empresas do ramo farmacêutico estão finalizando os testes e “logo” disponibilizarão vacinas, quando aprovadas, com 95% de eficiência. Espera-se que o remédio para esta pandemia chegue até nós o quanto antes, pois a segunda onda de contaminação é realidade e a geração de emprego e renda neste final de ano depende disso.

Professor Walter Roque Gonçalves – Conforme a matéria “Covid-19: os pontos fracos e fortes das vacinas mais adiantadas”, publicada no G1 de 19 de novembro de 2020, uma das pesquisas para vacina foi feita com 43 mil voluntários, onde a metade recebeu a vacina e a outra metade uma substância sem efeito (placebo). Deste grupo, 170 pessoas infectadas pela Covid-19. A esmagadora maioria foi de pessoas do grupo de placebo, e as que tomaram a vacina e mesmo assim foram infectadas, 95% delas se recuperaram.

O interessante é que o vírus foi descartado como matéria prima na cura, para tanto foi criada uma sequência genética produzida em laboratório que “ensina” o corpo a se defender. Os principais desafios estão no armazenamento e conserva das doses pois, segundo os especialistas, podem perder parte da sua eficácia se armazenadas inadequadamente. Há diversas outras pesquisas na reta final para divulgação.

Especula-se a chegada da vacina nos Estados Unidos e Europa em dezembro e para o Brasil no primeiro trimestre de 2021. Estas notícias são promissoras, mas concorrem com a segunda onda da Covid-19, na Europa e por todo o mundo. No Brasil, são 15 Estados, incluindo dez capitais, que dão sinais de crescimento das infecções e mortes pelo vírus da Covid-19. Espera-se que as vacinas sejam disponibilizadas, para que a geração de emprego e renda seja preservada, o quanto antes.

 

Serviço

Walter Roque Gonçalves é professor ABS/FGV, consultor de resultados | CRA 144.772

Contato: (18) 99723-3109

e-mail: walter@consultoriajk.com.br