Dupla brasileira tem virada histórica em Tóquio e garante o bronze no tênis

A dupla Luisa Stefani e Laura Pigossi garantiu o bronze para o Brasil em virada hitórica

 

Sob intenso calor, a dupla brasileira Luisa Stefani e Laura Pigossi fez história na madrugada deste neste sábado em Tóquio, ao conquistar a primeira medalha olímpica do Brasil no tênis. Medalha de bronze ao derrotar as russas por 2 sets a 1(4/6, 6/4, 11/9)

 

Da Redação

É festa brasileira em Tóquio! Merecidamente, as brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi fizeram história na madrugada deste neste sábado em Tóquio, ao conquistarem a primeira medalha olímpica do Brasil no tênis – na disputa de duplas. A conquista da medalha de bronze foi consolidada, após disputa acirrada no “Ariake Tennis Park” . A dupla derrotou as russas Elena Vesnina e Veronika Kudermetova por 2 sets a 1(4/6, 6/4, 11/9) com uma virada histórica nos Jogos Olímpicos.

 

Desempenho notável em quadra – A dupla perdeu o primeiro set após um início ruim, mas reagiu na segunda parcial e chegou a ter 9/5 contra no super tie-break antes de reagir de maneira épica e obter o lugar no pódio: 11/9. Foi a melhor campanha do país no tênis olímpico em todos os tempos. Em Atlanta 1996, Fernando Meligeni havia ficado em quarto lugar na disputa masculina em Atlanta 1996.

Laura falou da sensação de sair de uma vaga conquistada em cima da hora para o pódio olímpico. A brasileira lembrou de toda dor pela derrota na semifinal para a dupla suíça Bencic/Golubic. “Tivemos um jogo difícil contra as russas. A Lu teve um ano incrível e queria dar isso para ela, joguei muito por ela, que está levando o tênis do Brasil para outro patamar”.

Já Luisa Stefani, demonstrou muita alegria pela medalha conquistada de maneira emocionante: – Não caiu a ficha do quanto é importante. O importante é o feeling de entrada. Entramos aos 45 do segundo tempo e viemos com o sentimento de dar tudo para representar o tênis do Brasil da melhor maneira e levar essa medalha para casa. Esse sentimento é mútuo de compartilhar esse momento especial.

Os termômetros ficaram sempre na casa dos 32ºC, com uma sensação térmica de 37ºC. O começo da partida foi complicado para as brasileiras. Mas a dupla mostrou garra e superioridade, virando a jogada de forma surpreendente, garantindo o bronze para o Brasil.