Dormitórios Infantis

Dormitórios Infantis

Edição de abril/2019 – p. 40

Dormitórios Infantis

Sempre tão sonhados, os dormitórios das crianças são espaços à parte nas nossas casas, onde podem os transformar os sonhos dos pequenos em realidade além de aliar com a funcionalidade. Pensar no leiaute adequado para cada tipo de espaço é fundamental para obter o melhor aproveitamento do ambiente. Devemos pensar que a maior parte da marcenaria durará muitos anos e, por isso, é importante projetar armários adequados para suprir também a fase adulta, além de uma possível bancada que pode ser de brincar e futuramente de estudos.

Conceito

A ideia de caminhas baixas pensando na autonomia e segurança das crianças, como também para criar um espaço de jogar e brincar de amiguinhos. Posicionar a cama prevendo um espaço maior, a fim de, mais tarde trocar o colchão para um tamanho maior, também é interessante. O conceito é estimular a cognição e a independência dos pequenos desde cedo, montando um ambiente que siga regras de segurança e que dê liberdade para que a criança possa se movimentar e interagir pelo quarto com livros, brinquedos e espaços criativos por conta própria. Desta forma, os pequenos são mais estimulados! Esse tipo de decoração pode, inclusive, ajudar as crianças em fase escolar.

Montar um quarto infantil não é tão complicado. Pequenas modificações e adaptações podem transformar o quarto dos pequenos em um ambiente mais lúdico e agradável. Adotando os limites de segurança necessários, deixe os livros, os brinquedos e os objetos que as crianças podem manusear ao alcance de suas mãos. Para isso, é preciso garantir prateleiras baixas, com as quais elas possam interagir, e armários também baixinhos.

Criatividade

Estimular a criatividade também é importante! Reserve um espaço no quarto para o desenho livre, como uma lousa, rolos de papel ou uma parede pintada com tinta lousa. No geral, o quarto infantil costuma ter uma decoração com espaços livres e muito simples. O projeto do quarto pode se tornar versátil e atemporal, se pensarmos em manter as bases mais neutras, ou seja, os móveis que vão durar mais tempo com uma cor discreta, e ousar na decoração, papéis de parede e adesivos, colcha, almofadas, quadrinhos, etc. Podemos criar também temas de interesse das crianças, fazendo com que se sintam mais seguras para dormir sozinhas. Elas se sentirão a vontade no seu espaço, considerando-o como mágico, seu lugar de sonhar e brincar. Com isso, ao longo dos anos, tudo fica mais fácil para readaptar. Até a próxima!