Dor no Ombro e Acupuntura

voltar

JUL/12 – pág. 53

O ombro é considerado uma articulação muito complexa e que apresenta maior amplitude de movimentos do corpo humano. Para que o ombro realize todos os movimentos em sua amplitude máxima, o ombro precisa de mecanismos estabilizadores eficientes. Quando esses estabilizadores são comprometidos, resultam em dor e incapacidade dos movimentos.

As causas da falta de estabilidade do ombro são variadas, desde esforços repetitivos, traumatismo, luxações, até infecções, artrites, tendinites agudas ou crônicas e degenerativas.

Dependendo da causa, os sintomas variam de acordo com a área do ombro mais comprometida.

 

As principais patologias do ombro são:

  • síndrome do impacto;
  • ruptura do manguito rotador;
  • tendinite bicipital;
  • tendinite calcárea;
  • capsulite adesiva;
  • instabilidades – luxações e subluxações;
  • traumas – fraturas, fraturas-luxações.

 

A causa mais comum de dores no ombro são as consequências dos impactos repetitivos: as chamadas periartrites de ombro. Consiste em inflamação dos tecidos ao redor da articulação (bolsa serosa, tendão, ligamentos), causando dores intensas que se agravam à noite ou com repouso e apresentam limitações dos movimentos, tais como pentear cabelo, vestir-se, fazer esporte etc.

As dores podem ser localizadas, difusas, ou irradiar para o braço, cotovelo até os dedos ou para o pescoço. À medida que o problema evolui, transtornos funcionais mais graves poderão ocorrer, afetando os membros superiores, além de evoluir para degeneração articular (artroses), aderências e calcificações.

Para melhor diagnóstico, o RX, a ultrassonografia e a ressonância magnética são muito úteis.

O tempo de tratamento dependerá do tempo e da intensidade da lesão. Na fase inicial, em que o quadro é mais inflamatório, por exemplo, uma tendinite, o tratamento é mais curto. Em fases mais avançadas, quando já existe degeneração da articulação ou ruptura de tendão, o tratamento é mais longo, com melhora até o desaparecimento da dor e melhora parcial dos movimentos. Em alguns casos, quando a incapacidade das funções essenciais é total, a cirurgia está indicada.

 

Tratamento com Acupuntura

A articulação do ombro é percorrida por vários meridianos, como intestino delgado, intestino grosso, pulmão, vesícula biliar, triplo aquecedor e bexiga. Cada um deles é responsável por uma área, como mostra a figura abaixo:

Segundo a medicina chinesa, a periartrite do ombro é causada por:

1.estagnação da energia (Tchi) e do sangue;

2.má nutrição dos tecidos moles ao redor da articulação do ombro;

3.invasão de fatores patogênicos exógenos que afetam os tecidos como: umidade, vento e vento  frio;

4.dano dos tecidos provocados por cansaço e esforço físico repetitivo;

5.traumatismos e luxações repetitivas do ombro;

6.vida sedentária.

O tratamento com acupuntura nos pontos locais e à distância no ombro, associado à acupuntura na orelha (Auriculomedicina) com a utilização de sementes de mostarda e a moxa, é bem efetivo no alívio da dor e recuperação dos movimentos através da ativação da circulação bioenergética e sanguínea, desobstruindo os meridianos, dispersando o vento, eliminando o frio e drenando a umidade.

Muitas vezes, no decorrer do tratamento, o paciente percebe mais profundamente a linguagem do corpo e seu significado. O corpo humano tem sua sabedoria e costuma manifestar o que está sendo bom e o que não está. É assim que o corpo expressa as insatisfações, as frustrações, as revoltas…

O importante é ter coragem de ver para, mais tarde, quem sabe mudar!

Redirecione seu caminho para ser mais feliz e seu corpo agradecerá!

Elly Tuchler
Médica Acupunturista
www.acuhomeo.com
(407) 373-0606