Descoberto plano de extermínio em escola de Pompano Beach; preso aluno de 12 anos

Polícia prende garoto de 12 anos que elaborou plano para matar alunos de escola em Pompano Beach

Aluno de 12 anos, cuja identidade não foi divulgada, elaborou “plano detalhado” para “infiltrar-se na escola a partir de todas as entradas” e “começar, pouco a pouco, a matar pessoas”, relata a polícia em comunicado

Da Redação

Por medidas de segurança, a polícia do condado de Broward, em Pompano Beach, prendeu na quarta-feira um menino de apenas 12 anos, da “Crystal Lake Middle School”, por ameaçar por escrito um tiroteio em massa em sua escola. O menor, cuja identidade não foi divulgada, elaborou um “plano detalhado” para “infiltrar-se na escola a partir de todas as entradas” e “começar, pouco a pouco, a matar pessoas”, relata a polícia em comunicado.

______continua após a publicidade_______

retaxes

O fato chegou ao conhecimento das autoridades depois que outro aluno da mesma escola publicou o plano de extermínio nas redes sociais para alertar os demais estudantes. Os policiais não encontraram nenhuma arma na propriedade da escola, mas a investigação está em andamento.

A polícia de Broward lembrou à comunidade que esses tipos de ameaças “sempre são levados a sério, investigados minuciosamente e podem resultar em acusações criminais” contra o réu.

Mortes em “Parkland”

Desde o massacre na escola “Parkland” em 2018, que custou a vida de 14 alunos e 3 funcionários, houve inúmeras prisões no estado da Flórida por ameaças de morte e falsas ameaças com armas nas escolas, a grande maioria feitas por adolescentes. Desde o início do ano letivo deste ano, o sul da Flórida tem visto um “padrão consistente” de estudantes escrevendo ameaças às suas escolas nas redes sociais, disse o xerife do Departamento de Polícia de Broward, Gregory Tony.

____________________publicidade___________________

seguro

seguro

anuncie