DeSantis quer US $ 8 milhões para “expulsar” indocumentados da Flórida

Em coletiva, Ron DeSantis fala de um novo programa para rastrear imigrantes “ilegais” no estado

O governador Ron DeSantis pede US $ 8 milhões para criar programa que permitiria ao estado firmar contratos com empresas privadas para transportar “imigrantes não autorizados” para fora da Flórida

Da Redação

O governador Ron DeSantis anuncia um novo programa estadual para rastrear a imigração “não autorizada” na Flórida enquanto intensifica sua luta contra o governo Joe Biden na política de imigração. A batalha de DeSantis sobre a imigração resultou em uma missão de fronteira financiada pelo estado de US $ 1,6 milhão no Texas, um processo contra o governo federal e uma ordem executiva que alistava a agência de aplicação da lei do estado para coletar informações sobre “possíveis imigrantes ilegais” realocados para a Flórida pelo governo federal.

DeSantis agora quer US $ 8 milhões para criar um novo programa que permitiria ao estado firmar contratos com empresas privadas para transportar “estrangeiros não autorizados” para fora da Flórida. O programa proposto, que o governador quer pagar com juros acumulados de fundos federais, são as últimas linhas de batalha traçadas por um governador que parece estar criando um desafio potencial contra o presidente Joe Biden em 2024.

Na coletiva de imprensa, na sexta, em Jacksonville o governador afirmou categoricamente que poderá usar ônibus para transportar imigrantes para outras partes do país, como Delaware, um estado que Biden chama de lar.

Mas democratas veem o programa de imigração proposto por DeSantis, financiado pelos contribuintes, como outro exemplo de como usar a mansão do governador para impulsionar suas ambições políticas.

A deputada de Orlando, Anna Eskamani, ironizou a decisão do governador, afirmando que, “existem algumas sérias preocupações com os direitos humanos. Você vai colocar alguém em um carro e levá-lo até Delaware?”

Aprovar financiamento

A Legislatura da Flórida precisaria aprovar o financiamento de US $ 8 milhões e os detalhes antes que tal programa possa entrar em operação. O gabinete do governador não respondeu às solicitações de comentários sobre detalhes.

Em um comunicado, um porta-voz do Departamento do Tesouro dos EUA disse que a agência não pré-aprova o uso específico dos fundos que a Flórida está utilizando para financiar o programa de imigração. Mas, acrescentou o porta-voz que o Tesouro monitora as despesas e espera que os governos reembolsem os fundos mal utilizados se violarem os termos da “Regra Final Provisória”, que dita a finalidade dos fundos federais que estão sendo propostos no orçamento.

A nova proposta se soma a uma ordem executiva assinada em setembro, na qual Ron DeSantis convocou o “Departamento de Polícia da Flórida” para rastrear voos que chegam a Jacksonville que ele sugeriu estarem cheios de “imigrantes ilegais em potencial” que cruzaram a fronteira sul dos EUA.