DANÇA DOS TÉCNICOS.

LEÃO DEIXA O SÃO PAULO APÓS ELIMINAÇÕES DO PAULISTÃO E COPA DO BRASIL. NO FLAMENGO, A SAÍDA DE JOEL SANTANA É QUESTÃO DE TEMPO. A FASE APAGADA DO SANTOS E DERROTA NA LIBERTADORES BOTAM MURICY TAMBÉM EM XEQUE.

Tango, bolero ou seria pancadão mesmo? A dança dos treinadores já é um dos agitos garantidos do futebol Brasileiro. Virou até parte da cultura do nosso esporte favorito. Leão não resiste às eliminações no Campeonato Paulista, na Copa do Brasil e a um início irregular no Campeonato Brasileiro e foi demitido pela diretoria do São Paulo. Abel Braga e o português André Villas Boas são os nomes cotados pela diretoria tricolor. A passagem do técnico à frente do time do Morumbi, a segunda de sua carreira, durou pouco mais de oito meses. Ele foi contratado no dia 24 de outubro de 2011. A princípio, apenas para a reta final do Brasileirão 2011. Na virada da temporada, porém, a diretoria resolveu renovar o vínculo.

Com Leão, o Tricolor disputou 44 jogos – foram 26 vitórias, seis empates e 12 derrotas. No Paulistão, o time caiu diante do Santos, na semifinal. Na Copa do Brasil, também na semi, foi eliminado pelo Coritiba. No Brasileirão, três vitórias em casa e três derrotas como visitante em seis jogos.

O Flamengo, por sua vez, planeja seu futuro sem Joel Santana. A notícia agitou o mercado da bola, mas por enquanto, o técnico continua trabalhando normalmente na Toca do Urubu apesar de estar ciente de que a saída é questão de tempo. Há cinco meses no clube, Joel pouco conseguiu fazer e os fracos resultados fizeram com que ele ficasse na corda bamba. A diretoria Rubro-Negra já discute nomes para substitui-lo. Os preferidos seriam Jorge Sampaoli, da Universidad de Chile, Marcelo Oliveira, do Coritiba, e Dunga ex-técnico da Seleção, companheiro de Zinho na conquista da Copa do Mundo de 1994. A multa rescisória de Joel é de aproximadamente 1,4 milhão.

A derrota do Santos para o Corinthians nas semifinais da Taça Libertadores da América deixou em xeque Muricy Ramalho, que até outro dia era tido como o melhor do Brasil, quase que de maneira unânime. Depois da derrota, a mensagem de Muricy ao time é de concentração total no Brasileirão. E caso o alvinegro não volte a mostrar os resultados que o país já se acostumou em ver a equipe santista colecionar, a brasa pode esquentar para Muricy.

Acostumado a comemorar gols em abundância, a torcida do Santos tem sofrido com a seca do time. Desde 2010 o Santos vem sendo um dos maiores protagonistas do futebol brasileiro, com cinco títulos nas últimas três temporadas (três Estaduais, uma Copa do Brasil e a Copa Libertadores). Mas nos últimos dez jogos, depois da conquista do tricampeonato Paulista, o Peixe fez apenas cinco gols – média de 0,5 por confronto. O resultado é apenas uma vitória nesse período. Para um time acostumado a empilhar tentos, trata-se de algo incomum. O Santos é recordista em gols no futebol mundial. Até o momento, 11.826 em 5.606 jogos, média de 2,10 por partida. Ultimamente, porém…

O histórico de Muricy, no entanto, é estimulante. Em três dos quatros anos anteriores em que foi derrotado no torneio sul-americano, o técnico liderou seu time à conquista do título brasileiro. As três conquistas vieram quando ele dirigia o São Paulo. Em 2006, o Tricolor chegou à decisão das Libertadores, mas foi superado pelo Internacional. Já no Brasileirão, o time do Morumbi assumiu a ponta do torneio já na 12a. rodada e não largou mais. No ano seguinte, o São Paulo foi despachado pelo Grêmio ainda nas oitavas de finais do torneio sul-americano. No campeonato nacional, a equipe reagiu e tomou a liderança na 17a rodada e garantiu o bi com quatro rodadas de antecipação.

Em 2008 a reação foi ainda mais surpreendente. Naquele ano, o São Paulo caiu para o Fluminense nas quartas de final da Libertadores, e chegou a ficar 12 pontos atrás do líder Grêmio em um dado momento da competição. Contudo, após nove vitórias em dez jogos, o Tricolor assumiu a ponta a três rodadas do fim, sacramentando o tricampeonato com uma vitória por 1 a 0 sobre o Goiás, na rodada derradeira do torneio.

Para repetir 2006, 2007 e 2008, Muricy terá mais uma vez que correr atrás do prejuízo. O Santos é o 18o com apenas quatro pontos, a 14 do líder Cruzeiro, em seis rodadas do campeonato. Façam suas apostas.

Saiba tudo sobre o Campeonato Brasileiro pelo PFC. Por ano, são mais de 600 jogos dos principais torneios transmitidos ao vivo, além de reprises na íntegra das partidas mais importantes de oito competições disputadas no país. Além das partidas ao vivo, o assinante tem acesso a telejornais, mesas-redondas, aos melhores momentos do esporte e os mais bonitos gols.