Consulado define “Conselho”, fala de recadastramento e febre amarela

Consulado define “Conselho”, fala de recadastramento e febre amarela

Saiba quem são os novos integrantes do “Conselho de Cidadãos” e fique atento quanto as dicas do Consulado-Geral em Miami: recadastramento eleitoral, alerta a furtos e como se prevenir da febre amarela para quem viaja ao Brasil

Edição de fevereiro/2018 – pág. 30 e 36

Consulado define “Conselho”, fala de recadastramento e febre amarela

O Consulado-Geral do Brasil em Miami divulga os novos integrantes do “Conselho de Cidadãos da Flórida”, selecionados após consultas às lideranças da Comunidade brasileira. O “Conselho” renovado terá caráter institucional e os nomes escolhidos representam importantes instituições na Flórida. O principal objetivo é que essa instituição possa ampliar a atuação do Consulado em benefício dos emigrantes, implementando projetos nas áreas de Saúde, Educação, Cultural, comunitária, entre outras.

A primeira reunião ordinária do “Conselho de Cidadãos” acontece este mês de fevereiro, quando se discutirá o plano de trabalho para 2018. É importante ressaltar que em 2017 o Consulado-Geral, em parceria com o “Conselho”, realizou importantes projetos, incluindo o lançamento da Cartilha do Empreendedor – “Como Empreender na Flórida” –, fevereiro em Miami e novembro em Orlando.

Também atuou na organização das Feiras Educacionais – abril em Miami e outubro em Orlando –, a Feira Cultural, outubro em Miami e Orlando e Feira Odontológica, no mês de Agosto. Houve palestras sobre empoderamento feminino, no mês de março em Orlando, e Violência Doméstica, em agosto, além de outras iniciativas.

Os novos integrantes do “Conselho de Cidadãos”, por ordem alfabética, são: Adriana Machado, empresária e representante da “ONG América Solidária”; Antônio Cássio Segura, Presidente da “Câmara de Comércio Brasil-Flórida (BACCF)”; Beatriz Cariello, professora na “Florida International University” e representante da “Fundação Vamos Falar Português”; Heitor Castoldi, padre, Diretor da “Missão N. Sra. Aparecida” e Capelão do “Apostolado Brasileiro da Arquidiocese de Miami”; Leidmar Cesar Lopes, pastor e presidente da “Associação de Pastores Evangélicos Brasileiros da Flórida”; Mariana Luz, presidente da “Fundação Embraer-EUA”, e Patrícia Machado, representante do “Centro Comunitário Brasileiro”.

Vai ao Brasil? Saiba sobre Febre Amarela

Para você que está de malas prontas para o Brasil ou que estejam planejando a sua viagem, o Ministério da Saúde recomenda a aplicação da vacina de febre amarela em pessoas que moram em regiões de risco de febre amarela, ou que irão viajar para os locais de risco, caso nunca tenham recebido a vacina ou caso tenham sido vacinados há mais de dez anos.

A vacina contra febre amarela deve ser aplicada com dez dias de antecedência. Atualmente, a recomendação de vacinação é válida para os seguintes estados: Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Bahia, Maranhão, Piauí, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No entanto, antes de viajar, verifique a página eletrônica do Ministério da Saúde para obter dados atuais.

Quem não pode vacinar

Cuidado, a vacina não pode ser aplicada em crianças menores de 9 meses de idade; mulheres amamentando; crianças menores de 6 meses de idade; pessoas com alergia grave ao ovo; pessoas portadoras do vírus HIV; e pessoas em de tratamento com quimioterapia/ radioterapia; pessoas portadoras de doenças autoimunes; pessoas submetidas a tratamento com imunossupressores (que diminuem a defesa do corpo).

O Consulado-Geral recomenda aos brasileiros com viagem marcada para o Brasil e aos turistas que consultem seu médico antes de tomar a vacina.

Veja as recomendações do Ministério da Saúde: http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/febre-amarela.

Confira a lista completa de cidades com de risco de contaminação: http://portalms.saude.gov.br/saude-para-voce/saude-do-viajante/preparativos-para-a-viagem

Consulte as recomendações da World Health Organization: http://www.who.int/ith/updates/20180116/en/

Veja as recomendações do Centers for Disease Control and Prevention (CDC) https://www.cdc.gov/yellowfever/index.html

Recadastramento eleitoral: “Título Net”

Neste ano, o Consulado-Geral do Brasil em Miami disponibilizou novo sistema de recadastramento de eleitores do Tribunal Superior Eleitoral, denominado “Título Net”. O “Título Net” possibilita que a Justiça Eleitoral elabore mapeamento da localidade de residência dos eleitores no exterior, o que permitirá uma definição mais acurada dos locais de votação e consequente redução dos níveis de abstenção nas eleições de 2018.

Todos os brasileiros residentes na jurisdição do Consulado-Geral em Miami (Flórida, Ilhas Virgens Americanas e Porto Rico), mesmo aqueles em situação eleitoral regular, devem fazer o recadastramento no novo sistema, já em pleno funcionamento. Em razão da proximidade das eleições, o recadastramento somente estará disponível até o início de maio de 2018.

Tendo em vista o crescimento da comunidade brasileira na região de Orlando, o Consulado-Geral em Miami está trabalhando na abertura de seção eleitoral na cidade. O recadastramento dos eleitores residentes na região de Orlando é essencial para viabilizar esse objetivo.

Informações sobre o preenchimento do “Título Net” podem ser encontradas no endereço http://miami.itamaraty.gov.br/pt-br/eleitoral_r_titulo_net_.xml

Furtos a turistas brasileiros: veja como se proceder

O Consulado-Geral registrado com frequência, relatos de turistas brasileiros que tiveram pertences e documentos furtados durante sua estada na Flórida. Em 2017, o Consulado tomou conhecimento de 245 furtos a turistas brasileiros. Em 2016, foram 269 furtos. As cidades com o maior número de casos são Miami, Orlando e Miami Beach. Boa parte dos furtos acontece em estacionamentos de shoppings, supermercados e restaurantes.

No entanto, segundo o Consulado, os números de furtos registrados indicam que a incidência é pequena em face do volume absoluto de visitantes brasileiros na Flórida. Segundo dados do Visit Florida (organização de natureza público-privada vinculada ao governo estadual), o estado norte-americano recebeu 1.051 milhão de brasileiros em 2016. Os dados de 2017 ainda não estão disponíveis.

É importante ressaltar que nem todos os brasileiros, vítimas de furtos, registram seus respectivos casos no Consulado-Geral. Além de prestar assistência consular cabível, o Consulado-Geral mantém contato direto com autoridades policiais locais e instituições ligadas ao turismo a fim de prevenir e assistir os viajantes vítimas de furtos na Flórida.

Dicas para prevenir-se de furtos:

a) Estacione seu veículo em local seguro;

b) Jamais deixe pertences no veículo (como passaportes, sacolas de compras, produtos eletrônicos);

c) Na praia, não deixe seus pertences desacompanhados;

d) Não entregue seus pertences a estranhos (exemplo, ao experimentar roupas em lojas de vestuário, não permita que o vendedor guarde seus pertences);

e) Fique ainda mais atento em locais movimentados e frequentados por turistas, como centros de compras, hotéis, parques temáticos e estacionamentos (pagos ou não).

Os turistas de passagem pela Flórida devem adotar as mesmas precauções que teriam em qualquer grande centro urbano. Veja as dicas abaixo, caso você seja vítima de assaltantes.

Em caso de furto:

a) Contatar a polícia local pelo telefone 911 a fim de registrar queixa (“file a report”);

b) Contatar o Consulado-Geral em Miami a fim de comunicar o ocorrido, em especial em caso de perda de documentos; c) Tão logo regresse ao Brasil, comunique o fato também às autoridades policiais brasileiras e aos órgãos emissores dos documentos furtados.

Após contato com a polícia pelo telefone 911, as vítimas podem comunicar-se com o Consulado-Geral por intermédio dos telefones (305)-285-6208/6258/6251 ou pelo correio eletrônico “assistência.miami@itamaraty.gov.br”.

Nos fins de semana, feriados e fora do horário de expediente, o Consulado mantém serviço de plantão, exclusivamente para os casos de comprovada emergência (falecimento, hospitalização e prisão), por meio do telefone (305) 801-6201.

Ampliação de serviços consulares para brasileiros

A procura por serviços consulares vem crescendo significativamente, o que gera maior demanda para o agendamento desses serviços. Ciente desse quadro, o Consulado-Geral está racionalizando o uso da mão-de-obra, com vistas a aumentar a oferta de serviços consulares, por meio da ampliação do horario de atendimento.

O objetivo é dar prioridade ao antedimento aos cidadãos brasileiros já que a medida possibilitará aumentar a oferta dos serviços mais procurados em até 30%. Verifique os novos horários no site de agendamentos https://cgmiami.appointy.com.

Serviço

Consulado-Geral do Brasil em Miami

Endereço: 3150 SW 38th Ave, Miami, FL 33146

Horário: Fecha às 15h30

Telefone: 305-285-6200