Cinco atletas do Orlando Pride estarão em ação nos Jogos Olímpicos a partir de hoje

Cinco atletas do Orlando Pride estarão em ação nos Jogos Olímpicos a partir de hoje

Alex Morgan, que integra a Seleção Feminina de Futebol dos EUA, quer fazer história nos Jogos

orlando prideDois dias antes da Cerimônias de Abertura, os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro dão o pontapé inicial na disputa do futebol feminino. O Orlando Pride estará representado em três das partidas de hoje, com cinco de suas jogadoras atuando por suas Seleções: Alex Morgan (EUA), Steph Catley (Austrália), Laura Alleway (Austrália), Mônica Alves (Brasil) e Josée Bélanger (Canadá). Ashlyn Harris (EUA) e Kaylyn Kyle (Canadá), estão na lista de suplentes de seus respectivos países.

Bélanger vai enfrentar suas companheiras de time no Pride, Alleway e Catley, às 15h, quando o Canadá enfrenta a Austrália na Arena Corinthians, em São Paulo. A zagueira Mônica Alves entra em campo com a Seleção Brasileira na estreia das anfitriãs, contra a China, às 16h, no Engenhão, Rio de Janeiro. Por fim, Alex Morgan e a Seleção Feminina dos EUA dão início à sua busca por mais um recorde: se tornar a primeira equipe de futebol feminino a vencer uma Copa do Mundo e também conquistar a medalha de ouro em anos consecutivos. Os EUA estreiam contra a Nova Zelândia, às 19h, no Mineirão (BH).

A categoria, futebol feminino, conta com 12 equipes, divididas em 3 grupos de 4 cada, que disputam três jogos na fase de grupos entre os dias 03 e 09 de agosto. No dia 12 de agosto começa a fase eliminatória. A final, que vale a medalha de ouro, está marcada para o 19 de agosto, no Rio de Janeiro.

O calendário para os jogos da fase de grupos envolvendo as jogadoras do Orlando Pride está abaixo:

QUARTA-FEIRA, 3 DE AGOSTO    
Detalhes Partida Hora     Jogadoras Relacionadas
Grupo F
Arena Corinthians
São Paulo
Canadá x Austrália 15h Canadá: Josée Bélanger

Austrália: Laura Alleway e Steph Catley

Grupo E
Engenhão

Rio De Janeiro

Brasil x China 16h Brasil: Mônica Alves
Grupo G
Mineirão
Belo Horizonte
EUA x Nova Zelândia 19h EUA: Alex Morgan
SÁBADO, 6 DE AGOSTO  
Grupo F
Arena Corinthians
São Paulo
Canadá x Zimbábue 15h Canadá: Josée Bélanger
Grupo G
Mineirão
Belo Horizonte
EUA x França

17h

EUA: Alex Morgan
Grupo F
Corinthians Arena
São Paulo
Alemanha x Austrália

18h

Austrália: Laura Alleway e Steph Catley
Grupo E
Engenhão
Rio De Janeiro
Brasil x Suécia

22h

Brasil: Mônica Alves
TERÇA, 9 DE AGOSTO  
Grupo F
Arena Fonte Nova
Salvador
Austrália x Zimbábue

16h

Austrália: Laura Alleway e Steph Catley
Group F
Mané Garrincha
Brasília
Alemanha x Canadá

16h

Canadá: Josée Bélanger
Group G

Arena da Amazônia
Manaus

Colômbia x EUA

19h

EUA: Alex Morgan
Grupo E
Arena da Amazônia
Manaus
África do Sul x Brasil

22h

Brasil: Mônica Alves
   

 

Sobre o Orlando Pride:

Com três equipes profissionais, o Orlando City Soccer Club (OCSC) estabeleceu-se como um dos clubes mais relevantes no futebol profissional.

O Orlando Pride, franquia do OCSC na National Women’s Soccer League (NWSL), estreou na liga em 2016 trazendo o futebol feminino profissional para Orlando pela primeira vez. A equipe é liderada pelo renomado treinador Tom Sermanni, ex-técnico das Seleções femininas da Austrália e dos EUA.

Para mais informações sobre o Orlando Pride, visite www.Orlando-Pride.com ou siga os perfis no TwitterFacebook ou Instagram.

Sobre o Orlando City

O Orlando City é um time que representa a paixão brasileira na liga de futebol que mais cresce no mundo, a Major League Soccer (MLS). Clube de propriedade do empreendedor brasileiro Flávio Augusto da Silva, o Orlando City jogou em 2015 sua temporada de estreia na principal liga dos Estados Unidos e do Canadá, com o meia Kaká como seu capitão. O estádio Orlando Citrus Bowl, palco da Copa do Mundo de 1994 passou por uma renovação de $200 milhões de dólares e é a atual casa dos Lions. Em 2017, o Orlando City vai inaugurar seu próprio estádio, uma arena moderna e confortável, com capacidade para 25,5 mil torcedores, no coração da cidade.

Em sua temporada inaugural na MLS, os Lions quebraram o recorde de maior média de público da história da liga para um time estreante – 32.847 pagantes por jogo nas partidas realizadas em Orlando -, tornando-se ainda a franquia que mais rapidamente atingiu a marca de meio milhão de torcedores em casa. Os torcedores do Orlando City estabeleceram ainda o recorde de público do estádio Orlando Citrus Bowl logo na estreia histórica do clube na MLS, no dia 8 de março de 2015: 62,5 mil espectadores. Os Lions não cativaram apenas o coração da população local, como vêm consolidando sua marca globalmente com jogos transmitidos ao vivo para mais de 120 países e narrados em 30 idiomas diferentes.

Em outubro de 2015, o Orlando City anunciou a criação de seu segundo time, o Orlando City B, que disputará a liga USL a partir de 2016, com a missão de desenvolver jovens atletas, principalmente provenientes das divisões de base do clube.