Casas ‘impressas’ em 3D serão construídas nos EUA; revolução tecnológica

 

Serão “impressas” 100 casas em 3D com técnicas revolucionárias de construção robótica

 

O processo revolucionário de construção envolverá cinco impressoras robóticas, que canalizam a mistura de concreto, de acordo com um projeto residencial pré-programado. A princípio serão “impressas” 100 casas térreas no Texas, formando o “Bairro 3D”, oferecendo casas de alta qualidade com mais rapidez e preços acessíveis

 

Da Redação

Uma novidade revolucionária acontecerá em Austin, no Texas, em 2022, onde haverá a construção de pelo menos 100 casas térreas “impressas em 3D”, formando a maior comunidade mundial de residências – o Bairro 3D –, usando técnicas de construção robótica avançada e um material de construção baseado em concreto. Algo que parecia improvável, já é uma realidade através do projeto construção do residencial “Lennar” e da “ICON”, uma empresa de construção com sede no Texas especializada em estruturas impressas em 3D.

 

Construção de bairro 3D terá 100 casas – Imagens elaboradas digitalmente mostram fileiras de propriedades com seus telhados cobertos por células solares. As casas levarão cerca de uma semana para serem construídas, de acordo com as empresas envolvidas no empreendimento.

As casas foram co-projetadas pelo escritório de arquitetura dinamarquês Bjarke Ingels Group. E embora a “ICON” não divulgue o custo do projeto, a empresa disse que sua tecnologia é significativamente mais rápida e barata do que os métodos convencionais de construção – em parte porque requer menos trabalho manual.

O processo de construção envolverá cinco impressoras robóticas “Vulcan”, que canalizam uma mistura de concreto chamada “Lavacrete”, de acordo com um projeto residencial pré-programado.

O cofundador e CEO da “ICON”, Jason Ballard, expediu um comunicado à imprensa, descrevendo o “Bairro 3D de Austin” como um “momento decisivo na história do desenvolvimento em escala comunitária”.

“A impressão 3D em escala de construção não só oferece casas de alta qualidade com mais rapidez e preços acessíveis, mas frotas de impressoras podem mudar para melhor a maneira como comunidades inteiras são construídas”, disse ele.

 

Primeira casa impressa

No início deste ano, a primeira casa impressa a chegar ao mercado nos EUA – um espaço de um andar e cerca de 130 metros quadrados em Riverhead, Nova York, foi cotada por US$ 299.000 – mais de um R$ 1,5 milhão.

Outra empresa de impressão 3D, a “Palari Group” revelou recentemente planos para construir 15 propriedades impressas em 3D perto de Palm Springs, na Califórnia, com preços para casas de três quartos a partir de US$ 595.000 – mais de R$ 3 milhões.

CEO da “ICON”, Jason Ballard, disse que a tecnologia de sua empresa poderia “entregar um produto de qualidade muito superior ao mercado imobiliário a uma velocidade e preço” que “normalmente não estão disponíveis” para famílias de baixa renda.

A empresa acredita que sua tecnologia também pode ser usada para combater a falta de moradia e pode ser implantada durante o socorro em um desastre.