Brasil recebe mais de 2 milhões de vacinas contra Covid doadas pelos EUA

Mais de 2 milhões de doses de vacinas chegam ao Aeroporto Internacional de Viracopos

 

O lote com mais de dois milhões de doses da vacina AstraZeneca, doadas pelos EUA, chegou  domingo (21) no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), informa a Receita Federal. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comemora a parceria com o governo Joe Biden

 

Da Redação

Os EUA doaram mais de dois milhões de doses da vacina AstraZeneca contra a Covid-19 ao Brasil, segundo anunciou o ministro da Saúde Marcelo Queiroga. Neste domingo, por volta das 5h o avião transportando os imunizantes pousou, no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), segundo a Receita Federal, levando esperança ao país, que segue em ritmo satisfatório de vacinação. Lembrando que no Brasil, 88,64% dos brasileiros com mais de 12 anos já receberam a primeira dose da vacina.

O país alcança 60,24% da população geral e 80% dos adultos vacinados com duas doses ou dose única das vacinas contra a Covid-19 disponíveis no País. Queiroga comemorou a parceria com os EUA, “juntos, vamos vencer esta pandemia!”, escreveu em sua rede social.

Os EUA já doaram diretamente três milhões de vacinas da Janssen contra Covid ao Brasil, em junho – foi o maior número de doses distribuídas pelos EUA a qualquer país. Além disso, o governo Joe Biden já anunciou outras doações de vacinas para dezenas de nações:

Foram 80 milhões de doses, em maio e junho, inclusive para o Brasil (60 milhões de doses da AstraZeneca e 20 milhões da Pfizer, da Moderna e da Janssen); 500 milhões de doses da Pfizer para 92 países pobres, também em junho (nesta doação, o Brasil ficou de fora).

O ministro Marcelo Queiroga também divulgou que tomou uma dose de reforço. “Hoje (no sábado), no Rio de Janeiro, reforcei minha imunização contra a Covid-19”.

“Ultrapassamos 300 milhões de doses aplicadas! Procure uma das 38 mil salas de vacinação para receber a 1ª, 2ª ou dose de reforço. Proteja-se!”, escreveu Queiroga.

O Ministério da Saúde anunciou na terça-feira a ampliação da dose de reforço para todos os brasileiros com mais de 18 anos e reduziu o intervalo de aplicação. O ministério passou a recomendar também uma segunda dose para quem tomou a vacina da Janssen  – as té então era aplicada em dose única).