Brasil emplaca finalista em concurso mundial de startups de turismo e gastronomia

Brasil emplaca finalista em concurso mundial de startups de turismo e gastronomia

1º Concurso Global Startups de Turismo Gastronômico, realizado pela OMT, tem a brasileira Dinneer.com entre os 20 projetos selecionados

Edição de julho/2019 – p. 17

Brasil emplaca finalista em concurso mundial de startups de turismo e gastronomia

Por Geovany Dias

A startup Dinneer.com foi a única representante brasileira selecionada entre os 20 finalistas do 1º Concurso Global Startup de Turismo Gastronômico, realizado pela Organização Mundial do Turismo (OMT). O certame internacional registrou mais de 300 inscritos de 84 países, que foram avaliados por especialistas do setor de Viagens e Turismo.

A proposta da Dinneer.com é conectar pessoas em busca de experiências gastronômicas únicas, colocando à disposição, em uma plataforma online, 4 mil anfitriões apaixonados pela arte de cozinhar e de bem receber em 49 países – no Brasil, a iniciativa já chega a cerca de 300 cidades. Eles abrem as portas de suas casas para recepcionar pessoas que querem mais que um bom jantar ou uma refeição. O projeto passa, agora, para o rol dos que contribuem à inovação no turismo gastronômico no mundo.

O conceito de economia compartilhada está em alta no setor, seguindo uma tendência mundial. E a gastronomia brasileira é aprovada por 95% dos estrangeiros que visitam o país, segundo pesquisa de satisfação do turista estrangeiro realizada pelo Ministério do Turismo. “É um segmento dinâmico e criativo. Além de diversificar a oferta turística, a gastronomia é um diferencial competitivo, que promove os destinos e desenvolve a economia regional”, acrescenta o ministro do turismo no Brasil, Marcelo Álvaro Antônio.

Natural de Campo Grande (MS), o criador da plataforma online, Flávio Estevam, iniciou a startup em 2015 com objetivo de unir pessoas que amam cozinhar e receber visitas em casa. Aí estão também turistas à procura de experiências gastronômicas regionais e com a cara do Brasil. Flávio ressalta que um dos diferenciais do turismo do país é a gastronomia e que espera inspirar outros projetos que ajudem o Brasil a decolar no setor de Viagens. “Esse negócio nasceu no Brasil e pode ser até um exemplo para outros empreendedores criarem outras soluções de turismo que promovam impacto nacionalmente”, disse o idealizador que aproxima turistas e a cultura local através da gastronomia.

Além da possibilidade de jantar na casa de um morador local, existem milhares de brasileiros morando no exterior e promovendo a culinária brasileira lá fora. A plataforma tem também, por exemplo, baianos em São Paulo, mineiros em Alagoas, gaúchos no Rio de Janeiro e paraenses em Santa Catarina. Todos eles fazem de suas casas verdadeiras embaixadas gastronômicas regionais, onde revelam seus costumes, hábitos e valores culturais de seus estados de origem.

O personal chef Fábio Marques, de Brasília, é um dos anfitriões do Dinneer.com. Engenheiro de formação, mudou a rota da carreira durante um intercâmbio no exterior, e de lá pra cá se apaixonou pelo caminho da culinária. “É muito bom receber turistas que colocam a minha cozinha na rota deles”, comemora.

SOBRE O CONCURSO

Participaram do concurso internacional startups de países de culinária renomada como Japão, Espanha, Israel, Itália, Singapura, Tailândia, Colômbia, República Checa, Ilhas Maurício e Líbano. A premiação é direcionada para o reconhecimento de soluções e novas tecnologias que integrem turismo e gastronomia, além de projetos de desenvolvimento do turismo baseados na comunidade. São iniciativas de software e projetos de sustentabilidade, voltados para a inovação, contribuindo para o avanço dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Para a ONU, o turismo é uma das alternativas para redução da pobreza no mundo.