Barco com mais de 300 imigrantes chega à Flórida; bebês e idosos desidratados

Equipes de resgates encontraram bebês, crianças e idosos desidratados em barco encalhado na Flórida

Um barco que transportava mais de 300 imigrantes está encalhado ao lado de um navio de patrulha da Guarda Costeira em Ocean Reef, na Flórida. No grupo invasor, idosos, crianças pequenas e bebês, disse uma fonte policial

Da Redação – Um grupo com mais de 300 imigrantes haitianos chegou ao mar de Florida Keys no sábado à tarde, segundo a Guarda Costeira e a Patrulha de Fronteira dos EUA. O barco sobrecarregado, ficou encalhado na costa do condomínio fechado de “Ocean Reef”, sendo que 200 pessoas permaneceram no navio e 113 pularam na água rasa e chegaram à costa, informou Adam Hoffner, chefe de divisão das operações de Miami da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA.

As pessoas que permaneceram no barco foram resgatadas pela Guarda Costeira – a maioria será enviada de volta ao Haiti. A Guarda Costeira disse que várias das pessoas do grupo que entraram na água não tinham coletes salva-vidas e tiveram que ser resgatadas.

______continua após a publicidade_______

seguro

Os imigrantes que chegaram à costa estão sendo levados para um Centro de Detenção da Patrulha da Fronteira, em Dania Beach. Entre os resgatados, pessoas a bordo do barco foram identificadas como suspeitas de contrabandistas e presas. Três foram levados para hospitais locais para serem tratadas por desidratação.

Aumento desenfreado

O grupo de imigrantes incluiu pessoas de todas as idades, como idosos, crianças pequenas e bebês, disse uma fonte policial. A chegada ocorre quando a Guarda Costeira e a Patrulha de Fronteira estão lidando com um aumento desenfreado de imigrantes cubanos em vários locais em Keys esta semana. Entre quinta e sábado, a Patrulha de Fronteira prendeu 263 pessoas, incluindo imigrantes haitianos, de um total de 16 desembarques, disse Adam Hoffner.

O Haiti está passando por seu maior êxodo marítimo desde 2004 devido à deterioração das condições de segurança, políticas e econômicas. A violência das gangues, em particular, está sendo citada pelos defensores dos refugiados como um dos principais contribuintes para levar as pessoas a fugir, apesar da jornada traiçoeira que se avizinha no mar.

Desde o início de outubro, a Guarda Costeira parou mais de 6.534 pessoas no mar tentando chegar aos EUA. “Por causa da situação extremamente terrível no Haiti, para muitos a única opção de sobrevivência potencial é arriscar suas vidas no mar”, disse Guerline Jozef, cofundadora da “Aliança da Ponte Haitiana.”



____________________publicidade___________________

seguro

tarot

anuncie